“Morreu por exaustão, pois não temos delegados”, diz presidente de sindicato sobre morte de colega na rodovia Euclides da Cunha

A presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, Raquel Gallinati, fez duras críticas ao governo do Estado na manhã desta sexta, durante velório do  delegado da Polícia Civil Davi Ferreira da Rocha, que morreu em um acidente na noite de quinta-feira, dia 30, na rodovia Euclides da Cunha (SP-320), em Cosmorama. Ele dirigia uma viatura da polícia quando bateu na traseira de um caminhão.

“Estava submetido a essa escala exaustiva de trabalho, em que normas internacionais de trabalho são desrespeitadas. Por falta de delegados no Estado de São Paulo, um delegado trabalha por quatro ou cinco”, disse a presidente do sindicato.

Marco Antonio dos Santos – diarioweb.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password