Moradores do Boa Vista vão receber casas sem energia

Diário constatou que 85 unidades estão sem medidor de eletricidade

Parte das famílias sorteadas para as casas do Residencial Boa Vista, em Votuporanga, está com medo de ficar no escuro, pelo menos nos primeiros dias após a mudança. Isso porque a entrega das 330 chaves acontece amanhã, às 9h, mas nem todas as unidades receberam, até ontem, os medidores do consumo de eletricidade. São 85 casas sem o aparelho e, nesses locais, a concessionária responsável fica impedida de fazer a ligação.

Diário esteve no local e constatou que as casas estão sem o equipamento. Uma moradora, que não quis se identificar, contou que a equipe da Elektro não trabalhou na instalação dos relógios ontem. “Durante todo o dia de hoje (ontem), nenhum funcionário foi trabalhar. Estamos com medo, porque como vamos mudar para a casa nova sem energia elétrica?”, indagou.

A reportagem entrou em contato com o representante institucional da Elektro na região, Nilton Azambuja, que informou que as unidades que não têm o relógio são de moradores que estão com pendência financeira com a empresa. Azambuja explicou que para fazer a ligação, os contemplados devem entrar em contato com a concessionária para a regularização.

Até a noite de ontem, os hidrômetros das casas estavam lacrados. No entanto, a assessoria de comunicação da Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente (Saev Ambiental) informou que é um procedimento normal. “Os hidrômetros serão ligados na sexta-feira, no momento da entrega das chaves. A equipe da Saev estará no dia e, assim que os contratos serem feitos e os sorteados falarem que irão mudar imediatamente, as casas vão receber a água”, informou

Segundo ainda a assessoria, este procedimento não foi feito antes porque a partir do momento que o hidrômetro é ligado, o morador já teria que começar a pagar a conta de água, mesmo ainda não ter se mudado

O Conjunto

Depois de dois adiamentos, a Prefeitura irá inaugurar o Conjunto Residencial Boa Vista. A partir das 9 horas, as famílias contempladas, obrigatoriamente, deverão comparecer ao Centro Social Urbano (CSU) –na rua Tomas Paz da Cunha Filho, 3.556 – para assinatura dos contratos. Serão entregues 330 residências de 42,5 m², todas com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e lavanderia com cobertura.

As moradias têm custo de R$ 70 mil, no entanto, as famílias pagarão no máximo R$ 9,6 mil no período de 10 anos, pois o programaMinha Casa, Minha Vida prevê subsídio aos compradores. (Colaboraram Andressa Aoki e Nathália Brunini)

Da Redação / Diário da Região de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password