Moradora de Cardoso faz doação à Santa Casa de Votuporanga

Dona Marlene Rodrigues de Souza Ribeiro, de 55 anos, doou uma joia e um valor em dinheiro

A Santa Casa de Votuporanga recebeu em novembro uma doação emocionante e carregada de fé e gratidão. Uma moradora de Cardoso, depois de ficar um período de internação no Hospital com problemas graves e subitamente apresentar melhora do quadro fez a doação de uma joia e um valor em dinheiro, que surpreendeu quem acompanhou.

Dona Marlene Rodrigues de Souza Ribeiro, de 55 anos, chegou na Instituição, humildemente, pedindo para ir até Capela. No local, depositou nos pés de Nossa Senhora Aparecida, de quem é devota, um escapulário de ouro, com as imagens de Nossa Senhora e de Jesus e ainda o valor em dinheiro.

A moradora de Cardoso estava acompanhada do esposo, Norberto Ribeiro, e explicou o que motivou o gesto. “O meu estado de saúde era muito grave, estava debilitada e havia uma suspeita de ser câncer. Como sou muito devota de Nossa Senhora fui até a Capela para pedir um milagre e que eu pudesse ficar bem. No dia seguinte, quando eu fui transferida para São José do Rio Preto, para fazer o tratamento, eu já estava curada”, narra Marlene.

O esposo acrescenta ainda que a família sempre foi devota e que outros milagres já foram presenciados. “Somos católicos e Nossa Senhora sempre nos atende naquilo que pedimos”. No entanto, a gratidão de Dona Marlene ainda não terminou, pelo contrário, a intenção inclui a doação mensal para a Santa Casa de Votuporanga. “Não tenho salário fixo, pois sou diarista, mas, mesmo assim, quero dar andamento naquilo que prometi”, enfatiza a religiosa.

Quem acompanhou a doação foi a assistente social, Grazieli Paschoalim, que disse ter ficado emocionada ao presenciar o fato. “Faz 3 anos que estou na Santa Casa e 11 que sou formada e não tinha presenciado um momento como esse, feito de tal maneira. Ela agradeceu muito e também se emocionou, assim como eu, diante desse gesto tão lindo. Fiquei surpresa e ao mesmo tempo sensibilizada com as palavras e devoção de Dona Marlene”.

O provedor do Hospital, Valmir Antônio Dornelas, relata que o fato é inédito durante a sua gestão. “A Santa Casa fica muito feliz com a gratidão das pessoas que passam por atendimento, constantemente recebemos agradecimentos nesse sentido e também doações de diversos gêneros, porém, esse foi o primeiro caso que estou presenciando da doação de uma joia e também envolvendo a devoção de uma paciente”. A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password