Montagem do elenco da Votuporanguense para a série A2 inicia praticamente do zero

Marcelo Henrique lamenta a saída dos jogadores, mas diz que situação é necessária; treinador pretende montar novo time com raça

A diretoria do Clube Atlético Votuporanguense iniciou oficialmente, na última semana, a montagem do elenco que vai disputar o Campeonato Paulista da Série A2 em 2016. Entretanto, ainda não há nome de jogadores. Os dois primeiros “reforços” que ficam responsáveis por montar uma equipe praticamente nova são o treinador Marcelo Henrique Dias e Eder Delarice, que pula da função de auxiliar técnico para gerente de futebol.

Segundo o treinador, esse trabalho se inicia praticamente do zero. Todos os jogadores do elenco vitorioso de 2015 tiveram os contratos rescindidos e foram liberados para assinar com outros clubes, já que a Alvinegra não disputa competições do futebol profissional no segundo semestre. “Não seguramos nenhum jogador por questões contratuais. Os atletas estão indo embora. A gente sente por isso, mas os atletas são pais de família e precisam se empregar. Sabemos que muitos clubes só contratam por ano. É de conhecimento de todos que vamos perder esse elenco que foi construído. Vai deixar saudade, mas agora temos tempo para formar um novo elenco”.

Marcelo Henrique e Eder Delarice iniciam uma grande peregrinação para acompanhar jogos em vários lugares do Brasil. O objetivo é fazer um grande trabalho de investigação e sondagem de jogadores, para formar um time, nas características que o treinador pretende, ou seja com brio, raça e dedicação. “O mais importante é não dar o passo maior que a perna. Colhemos muitos frutos na A3 por um trabalho iniciado seis meses antes, formando uma base na Copa Paulista. Na Série A2 vai ser diferente, não temos estádio ainda. A saúde financeira do clube todos tem conhecimento, dessa forma que vamos também caminhar. Estamos preparando viagens. Vou estudar, me aprimorar, fazer estágios com pessoas mais capacitadas para colocar o CAV onde ele merece” explicou Marcelo.

O treinador do CAV também comentou sobre o sucesso do acerto com a diretoria, para seguir no comando técnico da Votuporanguense. “Eles (a diretoria) me chamaram para uma renovação e sem hesitar aceitei prontamente. Sou da cidade, amo essa camisa. Vivemos momentos inesquecíveis nesse anos que ficam gravados na história da cidade”.

Sobre o que espera da Série A2, o treinador prevê jogos difíceis, mas que para o torcedor serão inesquecíveis, pela qualidade e tradição dos adversários. “A torcida vai poder acompanhar grandes jogos. O campeonato, como já disse antes, é um Paulistão sem os quatro grandes. É uma satisfação muito grande dar continuidade ao projeto e trabalhar com essa diretoria , que dá um grande respaldo para o nosso trabalho”.

Poucos jogadores ainda têm contratos com o CAV. São eles o zagueiro Paulo Henrique, emprestado para a Inter de Bebedouro e o goleiro Cairo e os laterais Souza e Douglas, que permanecem vinculados ao clube enquanto se recuperam de lesões.

Jociano Garofolo

garofolo@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password