Missionário Rio-pretense no Nepal

Em menos de um mês, nos dias 25 de abril e 12 de maio, dois terremotos vitimaram 8,5 mil pessoas no Nepal. Tremores que atingiram 7,8 e 5,7 pontos na escala Richter. O mais comum nesse caso seria evitar o local que recebeu o fenômeno natural. Mas um grupo de oito brasileiros, incluindo um rio-pretense, vai fazer o contrário. Eles estão em preparação para chegar ao país na segunda semana de junho.

A causa é nobre. Fazem parte do projeto Jovens com uma Missão (Jocum) e pretendem oferecer ajuda e evangelização aos moradores do país asiático. “A intenção é levar esperança àquele povo. Em meio à destruição, levar o amor de Jesus,” disse Marlon Luiz de Andrade, 26 anos, rio-pretense que participa da missão.

Segundo ele, o terremoto não influenciou na escolha do país. Tudo foi definido ainda em janeiro. “Acredito que foi Deus quem colocou no coração da nossa liderança a escolha por esse país. Estavam orando, em janeiro, e decidiram para onde iríamos.” O grupo deve ficar por 35 dias em uma cidade próxima à capital do país, Catmandu.

A princípio, Marlon e os colegas teriam a missão de trabalhar com quatro mil crianças de orfanatos. Com o terremoto, além desse serviço, pretendem auxiliar a população no processo de reconstrução da cidade. Missão que ofusca o medo. “Nossa ajuda vai ser mais importante do que nunca. Fico preocupado com o risco de mais tremores, mas o que me motiva é maior que isso.

Servir significa amor.” Ele e o grupo de brasileiros já estão em Lisboa, Portugal. Chegaram ao país europeu um dia após o primeiro terremoto e participam de seminários e palestras em igrejas e em outros pontos. De lá, seguem para o Nepal. Estão levantando recursos para comprar mantimentos e vão ficar instalados em barracas.

Missão

A preparação para chegar ao país começou em janeiro, nos Fundamentos Ministeriais de Aconselhamento. Foram três meses de curso teórico e agora vivem a fase prática. No segundo semestre, Marlon pretende trabalhar como obreiro em Curitiba.

O rapaz frequenta a igreja Comunidade Cristã Adorai. Foi lá que conheceu o projeto Jocum, no ano passado. Participou do curso Escola de Treinamento e Discipulado (ETD) e foi para a primeira missão na Colômbia. Foram dois meses no país vizinho.

“Trabalhamos com crianças em risco, em situação de vulnerabilidade, e com pessoas em clínicas de recuperação do uso de drogas. Atuamos passando o evangelho com apresentações e até abordando pessoas para que compartilhem os problemas que enfrentam.” Marlon nasceu em Votuporanga e mora em Rio Preto há 12 anos.

Tem o apoio da família, que o ajuda com a arrecadação de verba para conseguir viajar e permanecer nos países ajudados. Quando terminar as missões, pretende cursar faculdade de psicologia. E acredita que as experiências vão contribuir no exercício da profissão. “Vão me ajudar no futuro.”

Saiba mais

Jovens Com Uma Missão (Jocum) é uma missão internacional e interdenominacional, empenhada na mobilização de jovens de todas as nações para a obra missionária foi criado em 1960, por Loren e Darlene Cunningham. Chegou ao Brasil em 1975 e, hoje, conta com 60 escritórios espalhados pelo país a intenção é apresentar Jesus Cristo a todos e mobilizar o maior número de pessoas atualmente, 18 mil missionários – entre ele 1,3 mil brasileiros – estão atuando em 1,1 mil centros de atividades espalhados por 180 países

Serviço

Quem desejar ajudar o grupo pode fazer qualquer doação para a conta corrente 0520004-0, agência 2825-8, Bradesco. Bruno Ferro/Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password