Ministério Público emite parecer contrário a liminar para comércio em Votuporanga

O promotor de justiça de Votuporanga, Eduardo Martins Boiati, se manifestou contrário a autorização judicial para a abertura do comércio. O parecer do representante do Ministério Público consta em processo com pedido de liminar do Sindicato do Comércio Varejista para o atendimento presencial.

A ação ataca o Decreto Municipal que restringiu as atividades comerciais e serviços até o próximo domingo (28).O promotor justifica sua posição com o colapso no atendimento de saúde às vítimas do coronavírus.

O juiz da 1ª Vara Cível de Votuporanga, Reinaldo Moura de Souza, deve decidir ainda hoje e emitir ou não a liminar pleiteada pelo sindicato. Nas redes sociais o tema é polêmico e nutre inúmeros comentários a cada postagem.

Votutudo:

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password