Mesmo depois de morte, população ignora passarela

Policial rodoviário contou que a passagem de pedestres e ciclistas pela rodovia é maior pela manhã e final da tarde

A morte de Maria Ferreira Conceição, 49 anos, na noite do último sábado, 27 de junho, não foi suficiente para fazer com que todos os ciclistas e pedestres que atravessam a rodovia Euclides da Cunha (SP-320) utilizem a passarela implantada nas proximidades da base da Polícia Rodoviária Estadual. Maria Ferreira Conceição morreu atropelada ao tentar atravessar pista, bem ao lado da base da Polícia Rodoviária, na SP-320, bem perto da passarela para passagem de pedestres.

A vítima tentou atravessar a pista Sul, quando foi atingida por um carro com placas de Fernandópolis. A motorista e duas crianças, que estavam no banco traseiro, não se feriram. Fortemente abalada emocionalmente com a fatalidade, a fernandopolense disse que não teve como evitar o impacto, pois a vítima surgiu repentinamente na pista.

Na tarde de ontem, o A Cidade constatou que, para encurtar caminho, muita gente continua usando a pista para atravessar a cidade, ignorando a existência da passarela, principalmente em horários de pico, quando estão em direção ao trabalho e escola ou retornando destes lugares.  Além da passagem pela rodovia ser mais rápida, alguns alegam que à noite falta iluminação na passarela e eles ficam com medo de passar por ela.

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) informou que realiza diversas campanhas voltadas à educação no trânsito, direcionada tanto aos motoristas quanto aos pedestres. Ao longo da malha rodoviária estadual sob administração do DER são veiculadas mensagens educativas nos painéis eletrônicos, além disso, são distribuídos folhetos com informações sobre segurança viária a cada Operação Especial realizada. “Essas operações especiais de tráfego são realizadas durante todos os feriados prolongados, com campanhas educativas nas rodovias sob sua administração. Na Operação do Dia do Trabalho, por exemplo, o tema da iniciativa foi: Bebida e Direção não combinam! Cerca de 50 mil postais abordando o tema foram distribuídos e veiculados em grandes centros comerciais”, informou o DER por meio de nota.

Além disso, com o objetivo de reduzir os acidentes nas rodovias estaduais, realizou a implantação de redutores de velocidade (radares) em pontos de atenção, onde há ocorrências de excessos de velocidade.

“Cabe esclarecer ainda que a Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), seus acessos e dispositivos passam constantemente por serviços de conservação e manutenção. Nova programação será realizada para a pintura de passarelas”, ressaltou o DER.

Leidiane Sabino

leidiane@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password