Menor suspeito de atirar em jovem por causa de pipa se entrega à polícia

Adolescente tem 15 anos e chegou à delegacia de Tanabi com a mãe. Ele foi ouvido e liberado; vítima segue internada em hospital de Rio Preto.

O menor suspeito de atirar em outro jovem por causa de uma pipa, no fim de semana, em Tanabi (SP) se apresentou nesta quarta-feira (8) para a polícia. Ele confirmou que a discussão aconteceu por causa do brinquedo.

A discussão aconteceu no domingo (5), no bairro Bom Jesus, num terreno onde vários jovens costumam soltar pipa. Depois de ser atingido por dois tiros, Luiz Henrique caiu no chão e, em seguida, foi levado as pressas para o Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), onde continua internado.

O adolescente suspeito tem 15 anos e chegou à delegacia com a mãe, o advogado e um investigador da polícia. Eles passaram a tarde procurando a arma do crime. Depois de atirar, ele fugiu em seguida para um lugar conhecido como Cachoeirinha, próximo da onde aconteceu o crime e cerca de um quilômetro da casa dele. Ele disse que perdeu a arma na fuga. O revólver ainda não foi encontrado.

O adolescente confessou ao delegado que a arma era dele e que  atirou em Luiz Henrique dos Santos, de 21 anos,  depois de discutir por causa de uma pipa. “Ele disse que estava na laje da casa dele e sentiu uma linha passando pelo pescoço e acabou cortando a linha. Após isso ele foi advertido pela vítima e teria sido ameaçado de morte. Ele então pegou a arma e partiu em direção da vítima e efetuou os disparos para o chão”, afirma o delegado José Luiz Barboza Júnior.

“Vamos verificar se podemos recuperar a arma, ouvir outras pessoas presentes no local dos fatos e depois encaminhar o procedimento para a Vara da Infância e Juventude e Ministério Público”, completa o delegado.

O depoimento do menor terminou no fim da tarde desta quarta-feira e ele foi liberado, mas vai responder pelo crime em liberdade. A vítima já deixou a UTI e foi transferido para um quarto. Segundo o Hospital de Base, o estado de saúde do paciente é estável e não há risco de morte. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password