Menino de 5 anos é abandonado pela mãe usuária de drogas

Um garoto de 5 anos foi encontrado abandonado em uma casa no bairro Pró-Povo, zona norte de Votuporanga, na madrugada de domingo. A criança estava deitada em um colchão velho jogado no canto do quarto. No local foram apreendidas duas porções de maconha.
O Conselho Tutelar foi acionado e a criança levada para o Projeto Mãe Social. “Tinha lixo espalhado pela casa inteira, principalmente na cozinha. Tinha insetos e comida estragada guardada na geladeira”, disse a conselheira tutelar Renata Siqueira dos Santos Nunes.
A fechadura da casa estava quebrada. De acordo com informações da polícia, vizinhos chamaram uma viatura porque a mãe do garoto, aparentava estar drogada e xingava quem passava pela rua.
Após a abordagem, a mulher foi levada ao mini-hospital do bairro Pozzobon por causa do descontrole e de agressões aos policiais. Foi então que os moradores disseram que havia uma criança abandonada dentro da casa da mulher. “A mãe estava muito descontrolada e foi levada sedada. O garoto estava dormindo sozinho e, quando acordou, disse que estava com muita fome”, afirma a conselheira tutelar.
De acordo com ela, em períodos festivos, como época de Dia das Mães, Carnaval, Páscoa e Natal, é quando mais se registra este tipo de ocorrência.
Nunes disse que foi destituido provisorimante o poder familar e que o garoto pode ficar até seis meses no Projeto Mãe Social. O objetivo do projeto é acolher crianças que estão em situação de risco pessoal e social e que necessitam ser afastadas do meio em que convivem, em caráter provisório ou permanente, quando esgotadas todas as possibilidades de retorno ao meio familiar ou colocação em família substituta.
Investigação
A Polícia Militar registrou a ocorrência como abandono de incapaz e a investigação será feita pela DDM (Delegacia de Defesa da Mulher).

 

O delegado seccional, Osny Marchi, disse que a mãe será ouvida para apurar os motivos do abandono. “Só depois que será instaurado ou não um inquérito policial”, afirma.
Segundo o delegado, a pena para o crime de abandono de incapaz é de seis meses a três anos de detenção. O Diário também tentou entrar em contato com a mãe do garoto, mas não havia ninguém em casa. Os vizinhos confirmaram que esta não foi a primeira vez que a mulher abandonou o filho em casa.
Luciano Moura

luciano.moura@diariodaregião.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password