Meidão fala sobre medicamentos na rede pública

O vereador Mehde Meidão Slaiman Kanso, rotineiramente, utiliza a tribuna para criticar a saúde pública. Ele falou, durante a última sessão ordinária, que um paciente recebeu um remédio de pressão fora da validade.

Meidão leu uma carta da neta de um senhor. O documento dizia que a mulher ficou indignada. Ela teria levado seu avô na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e foi bem tratado. “Todavia, o medicamento de pressão Verapramil 80 miligramas estava vencido. A data de retirada é de 24 de janeiro e o prazo era dia primeiro de 2013”, ressaltou.

Ainda segundo depoimento, a segunda receita é do dia 24 de fevereiro. O vereador afirmou ainda a família foi até a unidade de saúde do bairro Paineiras para trocar os remédios. “Todos estavam vencidos, inclusive na Secretaria de Saúde. Cadê o órgão competente para fiscalizar? Tem agente para ver calçada, mas e o remédio? O pior de tudo é receber a seguinte informação: o medicamento  está  vencido mas pode tomar ele ainda três meses que não faz mal”, enfatizou.

Ele afirmou ainda que oficiou a secretária de saúde, Fabiana Parma, para que providências fossem tomadas.

 

Esclarecimento da Secretaria

O jornal A Cidade entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde para saber sobre o caso. A pasta  esclareceu que a medicação Verapamil  80 mg foi dispensada ao paciente dentro do prazo de validade.

Ainda segundo o órgão, a distribuidora se comprometeu em substituir a medicação não utilizada até o término do prazo de validade, pois na data da entrega, a empresa possuia somente essa medicação em estoque.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password