Megaoperação contra pornografia infantil: polícia prende homem por pedofilia em Votuporanga;

Mandados são cumpridos na terceira fase da operação ‘Luz na Infância’. Alvos da polícia são procurados em São José do Rio Preto, Votuporanga e Novo Horizonte (SP).

A Polícia Civil realiza nesta quinta-feira (22) a terceira fase da operação “Luz na infância” contra a pornografia infantil em todo o país. No Noroeste Paulista são cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em São José do Rio Preto, Votuporanga e Novo Horizonte (SP).

Conforme apurado pela TV TEM, até as 9h, cinco pessoas tinham sido presas e vários materiais com conteúdo pornográfico apreendidos em Rio Preto.

Operação combate pornografia infantil na região de Rio Preto

Duas das prisões foram feitas nos bairros Jardim Aclimação e Parque São Miguel. Um dos suspeitos é empresário e dono de um leilão de veículos na cidade, conforme informado pela polícia.

Em Birigui, um homem foi preso em flagrante. Um celular e um notebook foram apreendidos pela polícia.

A ação é coordenada pelo Ministério da Segurança Pública. Ao todo, são cumpridos 69 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 18 estados. As prisões em flagrante ocorrem no momento em que policiais encontram materiais ilícitos.

Entre os crimes identificados pela polícia estão o armazenamento, compartilhamento e produção de pornografia infantil. As penas para os crimes variam de um a oito anos de prisão.

Policiais apreendem materiais pornográficos com suspeitos durante operação em Rio Preto (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

primeira fase da operação foi realizada em outubro de 2017 quando 112 pessoas foram presas e 157 mandados de busca e apreensão cumpridos. Em maio de 2018, a polícia deflagrou a segunda fase da “Luz na Infância”, prendeu 251 pessoas e cumpriu 579 mandados de busca e apreensão.

Além do trabalho feito pela Polícia Civil, a Polícia Federal também deflagrou uma operação semelhante nesta quinta-feira. A operação Atalaia apura crimes relacionados à exploração sexual de crianças e adolescentes pela internet.

São cumpridos 60 mandados de busca e apreensão em 12 estados e no DF. A PF apura também possíveis crimes como prática de violência sexual contra crianças e produção de material pornográfico. As penas pelos crimes podem chegar a 15 anos de prisão.

*Com informações de Janaína de Paula/TV TEM

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password