Médico vai ser contratado para atender em Cardoso

Pacientes que eram recebidos naquele município agora são encaminhados para Catanduva desde o final de abril de 2015

Os pacientes de Votuporanga que têm glaucoma deixaram de ser atendidos no mês de maio pelo Instituto do Olho de Cardoso. Agora, todas as pessoas são encaminhadas para o Hospital Padre Albino, de Catanduva. A mudança gerou polêmica na cidade, com vereadores cobrando o retorno do serviço para Cardoso e até um abaixo­-assinado de moradores. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, em breve tudo volta ao normal.

A direção do DRS (Departamento Regional de Saúde) de São José do Rio Preto informou que o atendimento aos munícipes de Votuporanga para tratamento de glaucoma está sendo realizado, temporariamente, pelo município de Catanduva porque o Centro Oftalmológico de Cardoso está em fase de contratação do médico especializado no atendimento à doença. Assim que o profissional for contratado, o atendimento voltará a ser prestado em Cardoso.

Lourdes Ribeiro Leopoldino, 68 anos, tem glaucoma há mais de 10 anos, iniciou o tratamento em São José do Rio Preto e era atendida há cinco em Cardoso. Ela precisa ir ao médico a cada três meses.

“Antes, saímos daqui às 6h e voltávamos às 10h. Agora, que temos que ir a Catanduva, precisamos ir ao ponto de ônibus às 5h e voltamos às 15h para a cidade. Estive lá nos dias 20 e 22 de maio, todas as vezes acordando muito cedo, passando frio no ponto esperando o transporte”, disse Lourdes.

A paciente contou ainda que são muitas pessoas que precisam do atendimento. “Nas duas vezes que fui, os ônibus estavam cheios de gente. Todo mundo reclama, porque é um serviço que poderia ser feito mais perto, em Cardoso ou até mesmo na nossa própria Santa Casa. O nosso hospital atende tanta gente de fora e nós estamos nessa situação, precisando viajar longe por uma consulta”, ressaltou.

Lourdes fez um abaixo-­assinado com cerca de 150 nomes e entregou ao vereador Mehde Meidão na sessão da Câmara Municipal da última segunda­-feira pedindo providências.

Na audiência pública realizada na quinta-­feira da semana passada sobre os serviços de saúde, o vereador Jurandir Benedito da Silva (Jura), questionou a secretária Fabiana Parma sobre a mudança da cidade das consultas das pessoas com glaucoma.

Na sessão da Câmara de segunda-­feira, o vereador Meidão também fez este questionamento. “Tem pessoas idosas, algumas com dificuldades, que não têm a mínima condição de fazer esta viagem até Catanduva. Precisamos fazer um convênio com um médico que faça essa pressão do olho em Votuporanga, é mais barato pagar um profissional aqui, do que levar esse povo para Catanduva”, destacou. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password