Médico do SanSaúde orienta sobre cuidados após cirurgia bariátrica

Dr. Edson Rapozero Junior pediu atenção para alimentação nos primeiros dias e retorno ao profissional.

A cirurgia bariátrica é um procedimento indicado para reverter casos de obesidade grau 3. Ela ficou conhecida como “redução do estômago” porque muda a anatomia original do órgão e diminui sua capacidade de receber alimentos. No Brasil, são realizadas cerca de 65 mil cirurgias por ano. Após o procedimento, é necessário adotar uma série de medidas a curto e longo prazos, tanto para a readaptação do organismo quanto  para manutenção do peso.

O SanSaúde conversou com o médico cirurgião e gastroenterologista Dr. Edson Rapozero Junior para saber como é o cuidado após a bariátrica. Dr. Rapozero afirmou que, como de qualquer intervenção, é necessário repouso e, principalmente, se atentar a alimentação.

Nos primeiros quinze dias após o procedimento, a alimentação indicada tem o objetivo de ajudar na recuperação e proteger o organismo. “Nos primeiros dias, deve ser coada, fracionada no período de duas em duas horas”, disse.

Ele explicou que o retorno ao médico é realizado após sete dias. “Neste prazo, o dreno é retirado. Após 15 dias, os pontos são eliminados e depois, o paciente volta ao ambulatório com 30 e 60 dias”, contou.

Após a dieta líquida é indicada a pastosa, a branda e só então a alimentação geral. Os pacientes são orientados a escolher alimentos saudáveis e nutritivos.

Reposição vitamínica

Normalmente, todos os pacientes precisam fazer reposição vitamínica após a cirurgia. “Inicia-se após 30 dias, mas pode ser necessária nas primeiras semanas dependendo da aceitação da dieta e sintomas de fraqueza e mal-estar”, afirmou.

Cirurgia segura

Dr. Rapozero destacou que o procedimento é seguro. “Possui níveis de morbidades e mortalidade muito baixas como qualquer cirurgia de médio e grande portes. É indicada nos pacientes com Índice de Massa Corpórea (IMC) igual ou maior a 40 (obesidade mórbida), entre 35 e 40 (obesidade grau II) com hipertensão e diabetes alterada, após um preparo pós-operatório bem minucioso”, disse.

Complicações

As complicações são raras, mas incluem sangramento, fístulas (rompimento de grampos) e infecções.

A longo prazo é extremamente importante que o paciente mantenha hábitos de vida saudáveis, com alimentação nutritiva e prática de exercícios físicos regular, além das consultas com a equipe multidisciplinar. A obesidade é uma doença crônica e progressiva que deve ser tratada ao longo de toda a vida.

0 Comentários

Deixe um Comentário

nove − dois =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password