Médico da Santa Casa explica sobre DIU

Ginecologista Dr. Julio Santis Garcia deu todos os detalhes do método contraceptivo, muito utilizado pelas mulheres.

Nesta semana, o Dica de Saúde, programa da Santa Casa de Votuporanga, é para as mulheres que querem conhecer mais sobre o Dispositivo Intra-Uterino (DIU). O médico ginecologista, Dr. Julio Santis Garcia, foi o convidado e deu todos os detalhes deste método contraceptivo.

Dr. Julio explicou que há dois tipos: não-hormonal e hormonal. “O primeiro é o mais antigo, que a pessoa tem acesso via rede pública. Com 10 anos de duração, é indicado para mulheres que não desejam engravidar e que não possuem idade para fazer laqueadura, além das intolerantes a anticoncepcionais orais e/ou que passaram por bariátrica”, contou.

Ele disse ainda que, com este dispositivo, a paciente menstrua mensalmente. “Pode vir cólicas, mas a maioria das vezes é um método excelente”, complementou.

Já o DIU hormonal tem tempo de uso de cinco anos. “A mulher não menstrua, diminuindo a TPM. É indicado para pessoas com endometriose e não está disponível na rede pública. O anticoncepcional oral vai pela boca, estômago, e entra corrente sanguínea. O Dispositivo faz efeito somente no local, efeito pouco no ganho de peso, mancha de pele e alterações hormonais comportamentais”, afirmou.

O médico ressaltou que, como qualquer método, há risco de falhas. “É pequeno, uma vez que diminui o fator humano. Quem toma anticoncepcional ou injeção, pode esquecer e isso não existe com o Dispositivo Intra-Uterino”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

19 − 14 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password