Médica assume cargo na Câmara dos Deputados

Jéssica Sales é ginecologista e obstetra da Santa Casa de Votuporanga e foi eleita no Acre com votação expressiva

A Santa Casa de Votuporanga, que tem dificuldade na manutenção dos serviços prestados a população e carece de campanhas populares e da ajuda de emendas parlamentares para manter seus compromissos financeiros, tem um motivo a mais para comemorar o resultado dessas eleições. Poucos tem conhecimento, mas entre o corpo clínico do hospital, uma médica foi eleita deputada federal pelo Acre, com 20.339 votos. Trata-se da Dra. Jéssica Sales, especialista em ginecologia e obstetrícia, que foi a 5ª candidata mais bem votada de seu estado pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Eleita, ela já manifestou o desejo de ajudar o hospital em que foi residente e médica.

A história política de Jéssica Sales confunde-se com a maioria das famílias do Norte e Nordeste do Brasil. Seu pai, Vagner Sales, é prefeito do município de Cruzeiro do Sul, no Acre, que tem uma população de cerca de 75 mil habitantes. A mãe, Antônia Sales, é deputa estadual pelo PMDB e disputa neste domingo as eleições do 2º turno como candidata a vice-governadora de Márcio Bittar, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Apesar do histórico familiar na política, esta foi a primeira candidatura de Jéssica Sales, de 33 anos.

A entrada da médica no cenário político deu-se por conta do imbróglio envolvendo o irmão, Fagner Sales, que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC). Foi então, que o pai e partidos do estado decidiram por lançar Jéssica Sales. A vitória da filha credencia Vagner Sales, como uma liderança incontestável dos partidos de oposição no Acre, na trajetória de quase trinta anos de mandato de sua família.

Atualmente, Jéssica Sales está afastada da Santa Casa de Votuporanga, mas de acordo com o provedor do hospital, Valmir Dornelas, ela já demonstrou interesse em retornar ao trabalho. Porém, ele ainda não sabe como ficará a situação da médica. “Não sabemos como vai ser daqui em diante, já que agora ela também ocupa um cargo em Brasília e precisa participar da Câmara Federal”, explicou. Jéssica reside em Votuporanga desde o primeiro semestre de 2012, quando veio à cidade para fazer residência em ginecologia e obstetrícia, em maio deste ano, ela entrou para o corpo clínico. A médica deixou o hospital 60 dias antes das eleições para acompanhar compromissos da campanha no Acre.

Apesar da incerteza quanto ao retorno da médica ao corpo clínico da Santa Casa, Valmir Dornelas comemora o fato da cidade ter mais uma representatividade em Brasília. “Para nós é muito importante qualquer ajuda vinda por meio de emendas. Não tenho dúvidas que em nossa primeira visita à Brasília a partir do dia 1º de janeiro de 2015, vamos ao gabinete dela e ela nos receberá muito bem. A primeira oportunidade que ela tiver de trazer uma emenda para Santa Casa ela o fará, porque conhece o trabalho sério do nosso hospital”. Em 2014, a Santa Casa de Votuporanga recebeu mais de R$ 2 milhões vindos de emendas parlamentares. Entre os deputados que mais ajudam a instituição estão os parlamentares locais, João Dado e Carlos Pignatari.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password