Matheus Rodero confirma pré-­candidatura a vereador

Vereador também comentou relação com Osvaldo Carvalho

O vereador Matheus Rodero esteve nesta semana no programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade, e disse que pretende disputar as eleições municipais do ano que vem. Ele é, no mínimo, pré­-candidato a vereador.

Ele destacou que avalia outras opções, mas, por enquanto, é pré-­candidato a vereador.

Matheus também se manifestou contra o recesso do Legislativo no meio de ano. “Para nós, que somos vereadores, e resolvemos o dia a dia das pessoas trabalhando, vejo que não há necessidade de paralisação das sessões no meio de ano. O trabalho do vereador é fiscalizar, estar junto da população”, disse.

Ainda no programa de rádio, o vereador aproveitou para destacar a necessidade do recapeamento de algumas vias da cidade. “Estamos em um momento de crise, em que as arrecadações dos municípios caíram. Nós entendemos a situação, mas a melhoria de algumas ruas precisa ser feita com urgência. A gente passa por vários pontos da cidade e vê os buracos. São vias que deveriam ser recuperadas há muito tempo”, falou.

Atualmente, a licitação da empresa que irá executar o recapeamento está suspensa pela justiça e deve demorar cerca de 30 dias para ser definida a vencedora para executar o serviço. “O sistema público é muito burocrático, isso atrapalha o andamento das obras”, destacou Matheus.

Na sessão da Câmara da última segunda-­feira, Matheus fez comentários com relação ao posicionamento do colega Osvaldo Carvalho, pré-­candidato a prefeito no mesmo partido de Matheus.

Matheus disse que não há nenhum problema com o partido. “Tenho um respeito muito grande pelo PMDB, que me chamou para a política. O Itamar Borges que me levou para o trabalho público e não há descontentamento com o partido. Tivemos algumas reuniões e não conseguimos nos entender, mas estou no PMDB”.

De acordo com Matheus, as críticas foram relacionadas ao posicionamento de Osvaldo. “Entendo­me muito bem com Osvaldo na política. Porém, ele foi pré­ candidato do PMDB para prefeito e o Itamar Borges decidiu que o nome dele não teria uma composição com o PSDB e, por isso, o Waldecy Bortolloti que foi o vice. A minha indignação foi que várias vezes o Osvaldo foi em meu escritório falar mal do Itamar e agora vem falar bem do Itamar depois de passar por outros partidos”. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password