Material escolar pode ficar 10% mais caro em janeiro

Especialista dá dicas para economizar nas despesas com material escolar

Especialista dá dicas para economizar nas despesas com material escolar.

Todo início de ano é marcado por despesas extras, sobretudo em função dos impostos. Mas, quem tem filhos sabe o quanto pode pesar no bolso a tradicional lista de material escolar, com os itens que devem ser comprados antes do início do ano letivo.

Quem se planejou e foi às compras antecipadamente não tem com que se preocupar. Porém, os pais que deixaram para a última hora devem preparar o bolso. Isso porque a tendência é de que os itens da lista escolar fiquem, em média, 10% mais caros no mês de janeiro, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae).

A recomendação agora é pesquisar para tentar encontrar os menores preços. Prova disso é que um levantamento realizado pela Fundação Procon-SP entre os dias 5, 6, 7 e 10 de dezembro, na capital paulista, mostrou que a variação de preço de um mesmo item pode chegar a 325% entre um estabelecimento e outro, como no caso do lápis preto Nataraj HB nº2, sextavado, sem borracha da CIS/SERTIC. Em um local, o material foi encontrado por R$ 0,40, enquanto em outro foi achado por R$ 1,70.

Também chama atenção a diferença de preços da caixa de lápis de cor Jumbão Ecolápis, com 24 cores. Em um estabelecimento, o item era vendido por R$ 63,90, mas em outro era encontrado por R$ 35. A diferença nesse caso é de 121,11%.

Como economizar no material escolar?

A dica de ouro do Procon-SP para quem pretende economizar na lista de material escolar – além de pesquisar os preços – é verificar quais itens o estudante já possui em casa e que possam ser reaproveitados. Promover a troca de livros entre os alunos também pode garantir a economia.

Já o doutor em educação financeira Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira, recomenda que os pais poupem dinheiro durante todo o ano para a compra do material escolar. “Essa despesa é recorrente, ou seja, precisa fazer parte do planejamento anual. Para que os gastos não fiquem muito pesados em janeiro, é válido poupar para conseguir fazer os pagamentos à vista e obter bons descontos”, explica.

O especialista elencou ainda uma série de dicas para economizar na compra do material escolar. Confira a seguir:

  1. Antes ir às compras, a família pode analisar itens do ano passado e selecionar tudo o que pode ser usado novamente este ano, como tesoura, régua e mochila, por exemplo;
  2. No caso dos livros, vale a pena procurar pais de alunos mais velhos para emprestar ou comprar por um preço mais acessível, se estiverem em boas condições de uso;
  3. Algo interessante é reunir alguns pais e comprar itens em atacado, como caixas de lápis, cadernos e agendas;
  4. A partir daí, é preciso fazer muitas pesquisas e traçar um orçamento para ter noção do gasto total;
  5. Não é preciso necessariamente comprar todos os itens na mesma loja, mas se for fazer é válido pedir descontos;
  6. No dia das compras, converse com o(s) filho(s) sobre o orçamento, para que não corram o risco de se deixar levar pelo impulso e gastar mais do que o planejado;
  7. O ideal é sempre fazer os pagamentos à vista, mas se não for possível, opte por poucas parcelas que caibam no bolso, para não comprometer as finanças de 2017 por vários meses.

0 Comentários

Deixe um Comentário

vinte + 6 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password