Osmair pede retirada de materias do Ecotudo

O vereador Osmair Ferrari pediu providências da Saev Ambiental (Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente) com relação à organização dos materiais acumulados no Ecotudo Sul.

 

Ele apresentou fotos na sessão de segunda-feira que demonstram acúmulo de galhos de árvores, pneus, sofás velhos e vários outros objetos. “É ruim todo esse material acumulado, pode causar o aparecimento de animais e insetos perigosos para as pessoas que trabalham lá e também para os visitantes”, destacou.

Osmair ainda acrescentou que o local fica vulnerável a acidentes, como incêndios. “Esses materiais se tornam perigosos, principalmente as espumas, ainda mais nesse tempo seco em que uma faísca pode ocasionar um grande estrago”, afirmou.

 

O vereador enviou um ofício ao superintendente da Saev Ambiental, Oscar Guarizo, solicitando providências o mais breve possível. “Acredito que há mais de 100 caminhões para serem tirados do espaço. Conversamos com o gestor de Meio Ambiente, Gustavo Gallo Vilela, que viu a nossa preocupação. Fizemos esse ofício e sabemos que o Ecotudo é um projeto muito importante, criado na gestão de Junior Marão. Estamos pedindo solução”, frisou.

O Ecotudo
O Ecotudo é o primeiro ponto de coleta de resíduo domiciliar do Brasil a atender 24 horas recebendo todo tipo de material: resíduos sólidos, entulhos de construção, podas de árvores, óleo de cozinha, animais mortos, móveis velhos, roupas, sapatos, lixo eletrônico, TVs, pneus, madeiras, vidros, gesso, e vários outros, alguns deles não recolhidos pelo sistema de coleta comum.

 

Outro diferencial do projeto é que o atendimento é feito 24 horas, ou seja, o morador pode procurar o local qualquer dia da semana, inclusive aos finais de semana e feriados. Os resíduos levados pelo morador ao Ecotudo são separados e têm um destino ambientalmente correto e diferente de acordo com o tipo do material.

 

O projeto faz parte da Política Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos, traçada pela Saev Ambiental, dentro do plano de governo da administração Junior Marão.
A ideia foi executada, como alternativa de descarte 24 horas, principalmente para a população que joga o lixo de forma inadequada nas margens de rodovias, estradas rurais, córregos e terrenos, poluindo o meio ambiente.

 

Andressa Aoki – A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password