Prefeito propõe 8% de reajuste para servidores públicos

Prefeito se reuniu com vereadores, nesta sexta-feira (18/3), para explicar índice; projeto de lei será analisado na próxima semana

O prefeito Junior Marão se reuniu com os vereadores, nesta sexta-feira (18/3), para apresentar a proposta de reajuste salarial aos servidores. Apesar da crise econômica que assola o país e da queda na arrecadação, a administração municipal pretende elevar em 8% os salários e em 10% o cartão alimentação, demonstrando que o Poder Executivo valoriza o servidor público e se preocupa com a qualidade de vida.

Marão destacou que, além dos 8%, haverá reajuste de 1% destinado para todos os funcionários efetivos estatutários e mais a evolução e progressão do plano de carreira daqueles servidores que foram bem conceituados em avaliação de desempenho no ano passado. O reajuste será feito de forma gradual, sendo 3% em março; 3% em agosto e 2% em dezembro.

Ele enfatizou os investimentos da Prefeitura no funcionalismo público. “Nos últimos anos, investimos fortemente no ganho dos servidores. Transformamos o regime celetista em estatutário, gerando um impacto razoável na folha da administração municipal. Entretanto, os trabalhadores ficaram com os benefícios. Além disso, criamos o Votuprev – Instituto de Previdência Municipal, uma conquista para o servidor que tem aposentadoria em valor integral, e o Plano de Cargos, Vencimentos e Carreiras. Até o fim do ano, o caixa do Votuprev será de mais de R$ 60 milhões, o que demonstra a solidez da autarquia”, disse.

O prefeito apresentou ainda a evolução no valor do cartão alimentação. “Quando entrei, o valor da cesta básica era de R$ 52. Atualmente, cada servidor ganha R$ 200 de ticket, quantia maior do que de uma cesta básica que custa R$ 94”, complementou. Se a Câmara Municipal aprovar o projeto de lei de autoria do Poder Executivo, o valor do benefício vai para R$ 220.

Marão enfatizou que o momento no cenário financeiro é de cautela. “A situação do Brasil é complicada, estamos arrecadando menos do que no ano passado. Temos que ter responsabilidade e não deixar um legado para os próximos prefeitos”, afirmou.

O projeto de reajuste salarial deve ser votado pela Câmara Municipal na próxima semana e passa a valer ainda neste mês.

Participaram da reunião os secretários Miguel Maturana Filho, de Gestão Administrativa, Egmar Marão, de Finanças, Controladoria e Modernização e Marcelo Marin, Chefe de Gabinete.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password