Manutenção de China é prioridade na Votuporanguense

Faltando ainda os dois jogos da decisão do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a diretoria do Clube Atlético Votuporanguense também foca no elenco para a disputa da Série A3, que deve ter início no dia 28 de janeiro. Porém, ainda é preciso confirmar o nome do treinador, que, se depender da diretoria do clube, continuará sendo o técnico China.
A informação foi dada pelo diretor da Votuporanguense, José Ricardo Rodrigues da Cunha, o “Mineiro”, que participou na manhã de ontem do programa “Bola em jogo”, da Rádio Cidade 1190 AM. Mineiro disse que a intenção da diretoria é manter o treinador China que, está no comando do time desde sua formação, antes da estreia na Segundona.
“A conversa está bem adiantada com o China, que é a nossa prioridade. Um técnico que começou e está terminando o campeonato. Disse anteriormente que procurávamos alguém que conheve a divisão, e ele conhece a A3”, disse o diretor. Mineiro também afirmou que a definição do treinador será essencial para a aprovação das contratações do elenco do CAV de 2013. “A gente trabalha pela Votuporanguense, mas a gente não impõe nenhum jogador. A palavra final é do técnico”.
Contratações
Para Mineiro, o trabalho tem que começar logo porque o tempo é curto. As conversas com reforços já se iniciaram, mas contratado, de papel assinado, ainda não tem ninguém. “Temos feito conversas, mesmo porque só vai estar certo quando assinar. No grupo atual, não podemos menosprezar ninguém, mas têm aqueles jogadores que foram destaques. Sabemos que nossos jogadores também estão sendo assediados”, explicou.
Leandrinho
Mineiro também explicou o afastamento do meia Leandrinho, ocorrido na última semana, antes da partida do último domingo, contra o Fefecê. “O Leandrinho desde o primeiro jogo deu problema para o treinador, porque na cabeça dele, ele achava que tinha que jogar. E nós só tínhamos três vagas acima de 23 anos. e naquele momento o China optou pelo Willian Baiano, Cairo e Kelis, e não pôde usar o Leandrinho. Ele precisa estar jogando e enquanto a equipe viajava, aconteceu alguns problemas extra-campo, que fomos contornando até quando não deu para segurar mais. Afastamos ele, mas fiquei com o coração apertado. As portas podem estar abertas a ele para a A3, mas vai depender da comissão técnica”, ponderou. (Jociano Garofolo – A Cidade)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password