Mãe faz apelo emocionante por sua filha que trava luta incansável pela vida

A pequena Elis trava uma luta pela vida; Os pais iniciaram uma campanha pedindo para que Luciano os leve para participar do “Lar Doce Lar”

“Mãe é mãe”. Essa é a definição da votuporanguense Mailyn Barufi sobre a relação com sua filha Elis.

 

A pequena, de apenas 10 meses, porém, já trava uma luta pela vida devido a uma série complicações que estão sendo estudadas pelos médicos, já que as mesmas ainda não possuem um diagnóstico específico.
Observando a situação de sua bebê, os pais, Mailyn e Luis, arregaçaram as mangas e foram à luta, tudo em prol da saúde e bem estar de Elis. No último dia 28 de fevereiro, Mailyn publicou em seu facebook um relato emocionante sobre o quadro clínico e Elis e os cuidados que precisam ser tomados para que ela tenha todo o conforto necessário.
Na publicação ela relata que, a pequena, ao nascer, passou muito tempo no hospital. “Ela tem hidrocefalia, lisencefalia, várias más formações no cérebro, catarata congênita, hidronefrose renal, se alimenta por sonda gástrica e também tem epilepsia”, contou a mãe em seu perfil na rede social.
Mailyn afirma que, devido a essas complicações, Elis não interage com seus pais, não senta e é “bem molinha”. “Estamos desesperados, pois nada podemos fazer. Apenas o tempo dirá o destino de nossa bonequinha”, disse ela.
Diante disso, os pais de Elis tiveram a ideia de criar uma campanha chamando a atenção do apresentador Luciano Huck, para que o mesmo ajude em algumas adaptações na residência do casal, já que, possivelmente, a bebê pode vir a precisar fazer uso de cadeira de rodas.
“Precisamos muito de ajuda. Queremos cuidar de nossa filha e não estamos conseguindo. Meu coração dói de expor ela assim, porém, a chance de ela ser cadeirante é muito grande e na nossa casa não conseguiremos locomove-la. Pedimos aos amigos que nos ajudem a compartilhar esse “post” para que, se for da vontade de Deus, ele chegue ao “Luciano Huck no Lar Doce Lar””.

 

À reportagem do Diário, ela relatou que, quando decidiu publicar a mensagem, tinha medo de que quem a recebesse “vibrarem negativo”, mas, segundo ela, a recepção foi “só amor”, o que foi comprovado mediante aos mais de 600 compartilhamentos da mensagem desde a data de sua publicação. “Deus é bom demais. Me deu ela, quer coisa melhor?”, disse.
No “post” ela pede para que perdoem seu desespero de mãe e explica que tais medidas precisaram ser tomadas pois, com Elis nessas condições, os pais não conseguem mais trabalhar fora. Atualmente, os dois estão fazendo alguns “bicos”, inclusive através de vendas de alguns pratos, feitos por encomenda.
Para àqueles que quiserem ajudar, a mensagem está pública no facebook de Mailyn, e pode ser compartilhada por qualquer usuário da rede social.

Por:  MAÍRA PETRUZ  – Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password