Mãe de menino morto por escorpião será ouvida novamente

O delegado Luciano Birolli Sanches Peres, que conduz a investigação para apurar as mortes do menino José Lucas da Silva, 4 anos, picado por escorpião e do pai dele, Lucas Sanches da Silva, 40 anos, que ingeriu veneno, irá ouvir de novo Natália Fernandes Balieiro, mãe do garoto. A decisão ocorreu depois de ouvir quatro novas testemunhas na terça-feira, dia 19.

Segundo o delegado, três das quatro novas testemunhas afirmaram que Natália tomou veneno por vontade própria, contradizendo o depoimento dela, que disse ter sido forçada pelo marido a cometer suicídio. Uma das testemunhas disse que não sabe se ela foi ou não obrigada a ingerir veneno. Se ficar comprovado que Natália mentiu, ela pode ser indiciada por calúnia. “Se ela tomou veneno por sua vontade junto ao marido, ainda que postumamente, ela cometeu crime contra a honra dele”, disse o delegado.

A polícia aguarda o laudo pericial e toxicológico que deve apontar as circunstâncias da morte de pai e filho. O novo depoimento de Natália deve ocorrer na próxima semana.

Tragédia em família

O garoto José Lucas morreu no dia 3 de novembro, depois de ser picado por um escorpião amarelo em uma propriedade rural da família, em Ibirá. O pai, Lucas, inconformado com a perda do filho, tomou pesticida junto com a mulher. Lucas morreu logo depois de chegar na Santa Casa. Natália ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base, mas se recuperou e recebeu alta médica.

Tatiana Pires – diarioweb.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password