Locutor votuporanguense grava Caldeirão do Huck

O locutor votuporanguense Beto Caffé está bombando na web. Ele revelou, por meio de seu perfil numa rede social, que gravou esta semana um quadro para o Caldeirão do Huck, programa da Rede Globo.

Beto não pode dar muitos detalhes sobre o que vai ao ar, por determinação da emissora, mas ele adianta que aprontou uma surpresa para a atual companheira, Danny Nunes, com a ajuda de ninguém menos que o próprio Luciano Huck e o cantor Lucas Lucco.

As gravações ocorreram no Projac, um dos estúdios da Central Globo de Produção. “Brasil, estou de volta, e a volta tinha que ser com estilo. De Boston, da Nossa Radio Usa, para a Globo no Caldeirão!”, comemora.

Segundo Beto, a previsão é que o quadro vá ao ar na véspera do Dia dos Pais. “Ficaram curiosos? Assistam… Foi bom demais!”.

Recordista

Beto é apresentador, animador, produtor, programador musical e coordenador de Operações Comerciais em Rádio e Televisão. Além disso, ele está no Rankbrasil, Livro dos Recordes Brasileiros, como locutor que ficou mais tempo no ar.

O índice foi alcançado em 2007, quando Beto era locutor da Rádio 89,3 FM, de Campinas, atualmente Nativa FM 89.3. Na oportunidade, um estúdio foi montado no largo da Catedral e, durante cinco dias, a população acompanhou ao vivo o desafio.

Beto começou a façanha às 10h34 do dia 02 de julho, porém, para a conquista do recorde, não podia ficar mais que 3 minutos fora do ar. Desta forma, a cada sete minutos entrava ao vivo para dar um de seus recados.

Nos dias em que o estúdio móvel ficou montado, a campanha “acorda Beto” estimulava o locutor. O recordista também contou com a parceria de sua equipe e o carinho de muitos ouvintes, que ligavam para conversar com o locutor e até se deslocavam até a emissora para ajudar. Neste período, a rádio também realizou promoções, entre elas, “venha de pijama e ganhe ingressos”.

Durante o desafio, Beto Café conquistou outro recorde, de maior tempo sem dormir. Ele ficou acordado durante 109h21.

História

Beto Caffé nasceu Luiz Alberto Pantaleão Conte. Em entrevista ao Diário, ele contou que sua carreira praticamente começou quando tinha 13 anos, aqui em Votuporanga. Fã de rádio, Beto vibrou quando a Clube 92 FM se afiliou à Rede Jovem Pan Sat.

Filho de diretores de escola, o aspirante a locutor começou a buscar oportunidade pra começar a trabalhar e entender como funcionava uma rádio.

Beto não esconde a gratidão que sente pelas pessoas que o ajudaram, principalmente no início da carreira. O também apresentador, produtor, programador musical, radialista, locutor e mestre de cerimônias, Orlando Ribeiro, foi a primeira pessoa que deu oportunidade. Era coordenador da Clube FM na época, e ofereceu um programa para o iniciante.

De lá pra cá, Beto não parou mais. Já passou por diversas emissoras brasileiras e atualmente está em Boston, com a “Nossa Radio Usa”.

Com quase 25 anos de carreira, Beto não se esquece de suas origens e menciona ainda Danilo e Dirceu Camargo, irmãos e proprietários do Sistema Vanguarda de Comunicação, que inclui o Diário de Votuporanga, bem como os saudosos “seo Nelson” e Dimas Camargo, que mantiveram as portas da Jovem Pan FM abertas para o locutor.

Fernanda Ribeiro Ishikawa – Diário de Votuporanga

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password