Laudo aponta que criança morreu por causa de hemorragia interna

Uma anemia aguda, resultado de uma hemorragia interna causada pelo rompimento de um dos rins, foi a causa da morte de um menino de 2 anos em Andradina (SP), neste domingo (13).

A suspeita da polícia é que a criança tenha sofrido maus-tratos. A causa da morte foi apontada por um legista, de acordo com o boletim de ocorrência.  O corpo do menino foi enterrado no fim da tarde desta segunda-feira (14) em Andradina.

Os suspeitos do crime são o padrasto e a mãe da criança, que é menor.  O homem, de 19 anos, foi levado para a cadeia de Pereira Barreto (SP) e a adolescente de 16 anos foi para a cadeia de Lavínia (SP). Como é menor, a mãe fica na cadeia até uma decisão da Justiça da Infância e Juventude.

Segundo a polícia, a criança sofria maus-tratos e deu entrada no pronto-socorro de Andradina com parada cardiorrespiratória. Foram várias tentativas de reanimação, tanto dos bombeiros que prestaram os primeiros socorros quanto dos médicos no hospital, mas o menino não resistiu.

De acordo com o boletim de ocorrência, durante o atendimento, o médico percebeu que a criança apresentava vários sinais de maus-tratos: cicatrizes, hematomas e alguns machucados recentes pelo corpo. Havia também a suspeita de abuso sexual, o que foi descartado depois que o legista examinou o corpo.

Para a polícia, o padrasto disse que se levantou durante a noite, encontrou o menino caído no chão, já desacordado, e chamou a mãe da criança. A adolescente confirmou a versão e disse que o filho dormia desde às 6h de domingo e que ela acordou com o padrasto dizendo que a criança estava passando mal. Ninguém da família quis falar sobre o assunto e o caso será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password