Lateral Jonas, de Votuporanga, consegue rescisão com o Vasco

Afastado do elenco desde o início do ano, o lateral-direito Jonas rescindiu o contrato com o Vasco nesta terça-feira. Com salários atrasados há mais de três meses, o jogador recorreu à Justiça para finalizar o vínculo com o clube.

O Cruz-Maltino, inclusive, não efetuou por completo o pagamento referente à transferência do jogador ao Coritiba. O clube deve cerca de R$ 1 milhão aos paranaenses.

– Assim como aconteceu com o Jonas e com os outros jogadores que conseguiram a liberação na Justiça, o Vasco não fez o pagamento dos salários acho que desde o mês de outubro. Ou foi setembro ou foi outubro. no caso do Jonas. O Vasco também não recolheu o fundo de garantia dele. A Lei Pelé garante o desvínculo esportivo do jogador uma vez que qualquer parcela salarial deixe de ser paga por três meses.

Foi isso que aconteceu no caso do Jonas e no caso de outros jogadores do Vasco. Com essa situação demonstrada para o juiz, ele concedeu uma liminar, uma antecipação de tutela, para rescindir o vínculo esportivo com o Vasco – disse Bichara Neto, advogado do jogador, à rádio ‘Só dá Vasco’.

Jonas chegou a São Januário em julho do ano passado. Sem render o esperado pela diretoria, o jogador alternou entre a titularidade e o banco de reservas com Auremir, que deixou o clube no fim de 2012.

Com a saída do lateral, o Vasco conta apenas com Elsinho, que está lesionado, para a posição. O volante Abuda tem sido improvisado na função para suprir a falta de um lateral-direito no plantel.

Outro que rescindiu com o clube foi o zagueiro Cesinha. Fora dos planos da diretoria, o jogador, que tinha contrato até o meio de 2013, reuniu-se com os dirigentes e selou uma rescisão amigável. O elenco conta com cinco defensores: Dedé, Douglas, André, Renato Silva e Luan.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password