Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de matar mulher a facadas em Jaci

Rafael Zaniboni foi encaminhado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de São José do Rio Preto/SP. Corpo de Danielly de Sousa Leôncio será enterrado no Paraná.

A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante do homem suspeito de matar a mulher a facadas em Jaci/SP. Segundo a Polícia Militar, Danielly de Sousa Leôncio foi morta com pelo menos 33 golpes depois de discutir com Rafael Zaniboni por causa de ciúme. O crime foi registrado na manhã de terça-feira (24).

De acordo o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Rafael foi encaminhado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de São José do Rio Preto/SP após o término da audiência de custódia realizada na tarde de quarta-feira (25).

Ainda segundo a PM, no dia do crime, vizinhos do casal escutaram os gritos da mulher e chamaram a polícia. Rafael foi encontrado dentro do imóvel onde houve o feminicídio. Ele confessou ter cometido o crime e foi levado para a delegacia de Mirassol/SP.

Posteriormente, o suspeito foi transferido para a carceragem da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Rio Preto, onde permaneceu à disposição da Justiça até passar por audiência de custódia.

G1 apurou que Danielly nasceu em Bauru/SP, mas que o corpo dela está sendo transladado para o estado do Paraná, onde o velório e enterro serão realizados.

FONTE: Informações | g1.globo.com 

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password