Justiça decreta prisão preventiva de pai que agrediu bebê em Ilha Solteira

Polícia investiga se mãe tinha conhecimento das agressões no bebê. Criança segue internada em estado grave, com traumatismo craniano.

A Justiça decretou nesta quarta-feira (13) a prisão preventiva do pai que teria agredido um bebê de oito meses em Ilha Solteira (SP) na terça-feira (12). O homem está na cadeia de Pereira Barreto (SP) e deverá permanecer preso até o dia do julgamento. A criança continua internada na UTI neonatal da Santa Casa de Araçatuba (SP) com traumatismo craniano.

Segundo informações do delegado que cuida do caso, Miguel Antônio Mikas, os pais do bebê o levaram até um hospital na cidade. A criança estava desidratada, com ferimentos e traumatismo craniano. Suspeitando do estado de saúde da criança, os funcionários do hospital chamaram a polícia. Questionado pelos policiais, o pai, um lavrador de 20 anos, confessou que agredia o menor, mas não explicou o motivo. A mãe, que tem 15 anos, disse que a criança chorava muito.

O homem foi preso e levado para a delegacia deIlha Solteira, onde prestou depoimento e irá responder pela agressão. De acordo com o delegado Mikas, este não teria sido o primeiro caso de agressão na família. “O pai da criança foi ouvido e confessou o crime assim que foi preso, mas não relatou o motivo das agressões. Este não seria o primeiro caso de agressão na família, segundo os próprios parentes. Daremos início às investigações para descobrir o real motivo do crime e se existem mais envolvidos”, diz Mikas.

O Conselho Tutelar da cidade também cuida do caso e investiga se a mãe da criança tinha conhecimento das agressões. Assim que for liberado do hospital, a Justiça determinará se o bebê irá para um abrigo ou ficará sob a guarda de algum parente próximo. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password