Junior Marão busca área para desfavelamento do Matarazzo e Esmeralda

Em Brasília, o prefeito de Votuporanga Junior Marão e o deputado federal João Dado também pleitearam a doação de áreas pertencentes à União para promover o programa de desfavelamento do Matarazzo e Esmeralda.

As autoridades votuporanguenses apresentaram as reivindicações para o diretor do Departamento de Gestão de Receitas Patrimoniais da Secretaria do Patrimônio da União do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Eduardo Toncovitch. Marão estava acompanhado do Chefe de Setor Jurídico da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Fausto Fabiano.

De acordo com Marão, essas áreas pertenciam a órgãos já extintos, como o IBC (Instituto Brasileiro do Café) e a RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.), e estão localizadas próximas à Estação Ferroviária de Votuporanga. Se a doação for efetivada, cerca de 100 famílias serão beneficiadas, acabando, assim, com as favelas de Votuporanga. “Entendemos que essas áreas são ideais, pois são próximas aos bairros Esmeralda e Matarazzo, onde essas famílias criaram raízes e vivem ali há anos”, afirmou o prefeito.

Desde o primeiro mandato, o prefeito Junior Marão colocou habitação como uma das maiores prioridade da gestão. Além da construção de casas, com prestações baixíssimas, para a população que hoje paga aluguel, a Prefeitura também desenvolve um amplo programa de desfavelamento. Duas favelas já não existem mais, dos bairros Ipiranga e São Cosme, pois a Prefeitura já deu início à construção das casas e deve entregá-las até o final do ano. Cerca de 150 famílias foram beneficiadas.

“É um compromisso nosso dar uma casa digna para essas pessoas e Votuporanga, por ser uma cidade com aspectos que poucas cidades têm, como 100% de água tratada, 100% de asfalto, não tem cabimento a cidade ter favela. Então essa é a prioridade que faremos no nosso mandato”, disse.

Além disso, o prefeito ressalta que mantém o compromisso de construir casas para as pessoas que pagam aluguel. No primeiro mandato, o Programa Habitação para Todos beneficiou cerca de 1 mil famílias e, para este segundo mandato, a meta é construir cerca de 2 mil casas, consolidando-se assim como o maior programa habitacional da história de Votuporanga e reduzindo consideravelmente o déficit habitacional.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password