Juliana Marão apresenta mudanças para Casa de Apoio em Barretos

Em reunião com vereadores na Câmara Municipal, presidente do Fundo Social e secretária de Assistência esclarecem gestão da casa que abriga pacientes com câncer

Em funcionamento desde 2009, a Casa de Apoio da Prefeitura de Votuporanga a pacientes com câncer localizada em Barretos receberá mudanças importantes no seu funcionamento diário a partir do mês de abril. A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Juliana Castrequini Marão, visitou a unidade na última semana para concluir os estudos realizados desde o ano passado que resultou nas melhorias a serem colocadas em prática este ano.

Em reunião com os vereadores na Câmara Municipal, na tarde da última segunda-feira (18/02), Juliana apresentou as mudanças e esclareceu, junto à secretária de Assistência Social, Marli Pignatari, e o secretário de Finanças, Egmar Marão, detalhes sobre o gerenciamento da casa. “A gestão é compartilhada entre a Secretaria de Assistência Social, Fundo Social de Solidariedade e Secretaria de Saúde, onde a Assistência cuida da parte burocrática e financeira, o Fundo Social cuida da gestão e todos os detalhes do funcionamento diário da casa e a Saúde cuida da locação do imóvel”, explicou a presidente do FSS.

Uma das principais mudanças a partir do dia 1º de abril será com relação à alimentação. “Até agora funcionava da seguinte forma: na despensa da casa tinha todos os alimentos e os pacientes e seus acompanhantes que faziam as refeições. A partir de abril a casa terá um cardápio elaborado com todos os devidos cuidados por nutricionista e uma pessoa ficará responsável por fazer as cinco refeições diariamente, sendo café da manhã, almoço, café da tarde, jantar e ceia”. Para que esta mudança ocorra, a nutricionista responsável entrou em contato com profissionais do Hospital de Câncer de Barretos para elaborar o cardápio adequado aos pacientes que estão em tratamento. “Também vamos solicitar alimentos à Codafavo, e teremos um cadastro junto à cooperativa, assim como outras entidades de Votuporanga fazem”, afirmou Juliana.

Além disso, todos os agendamentos serão feitos pelo Fundo Social que entregará para cada paciente uma ficha de cadastro, outra de avaliação satisfatória, o termo de compromisso onde constam os direitos e deveres de cada paciente e o regulamento da casa. O acompanhamento será feito por assistente social. “Com isso teremos controle diário de todos os pacientes que percorrem a casa semanalmente. Também teremos condições de saber tudo que acontece na casa por parte dos pacientes e dos colaboradores para tomarmos ações necessárias com mais agilidade”. Para isso o Fundo Social de Solidariedade também disponibilizará um telefone que funcionará como uma ouvidoria e estará disponível para os pacientes darem sugestões ou fazerem reclamações que serão prontamente atendidas, diretamente pela equipe gestora da casa. Atualmente o telefone é 3426-2600, porém, haverá um outro número ainda a ser definido que posteriormente será divulgado.

Outra mudança a ser realizada é uma divisão dos quartos para melhor acomodação de pacientes e acompanhantes, instalação de armários para que cada um possa guardar seus pertences pessoais com segurança e sistema de ventilação na área localizada aos fundos da casa. “Implantaremos também algumas ações recreativas que os acompanhantes possam usufruir sem interferir no sossego da casa, para que os pacientes consigam repousar sem incômodos. É importante ressaltar que embora o Fundo Social tenha implantado a Casa de Apoio em Barretos para minimizar as dores dos pacientes oncológicos e fazer com que eles se sintam em suas casas, é um espaço público, sendo assim, todos que passam por lá precisam respeitar cada um e saber que estão em um ambiente coletivo”, alertou a presidente do FSS, Juliana Marão.

A reunião também contou com a presença de todos os vereadores e da equipe técnica do Fundo Social de Solidariedade.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password