Julho é o quarto pior mês na geração de emprego na cidade

Somando os sete primeiros meses do ano, foram 6.299, um saldo de ­377 em Votuporanga

Os números do geração de emprego continuam desani­madores em Votuporanga. Enquanto o mês de julho do ano passado teve 110 novos postos de trabalho, o mesmo mês deste ano foi fechado com um saldo de ­49. Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado na tarde de ontem pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Desta vez, o setor que mais demitiu é o de Serviços, foram 192 admissões e 220 desligamentos, total de ­28. A Indústria contratou 217 e demitiu 241, total de ­24; a área Extrativa Mineral não contratou nem dispensou; o setor de Serviço Industrial de Utilidade Pública ofereceu uma vaga; já a Construção Civil, gerou 92 empregos e desligou 99, total de ­7; o Comércio, chamou 206 e desligou 186, tendo saldo de 20 vagas; a Administração Pública apenas demitiu dois funcionários; a Agropecuária admitiu 4 e dispensou 13, saldo de ­9.

No total, no mês de julho deste ano, Votuporanga oferece 712 vagas e desligou 761 trabalhadores, resultando em um saldo de ­49.

Somando os sete primeiros meses do ano, foram 6.293 contratos e 6.670 dispensas, o assustador saldo de ­377. O resultado é praticamente o inverso do mesmo período do ano passado. Até julho de 2014, o município tinha oferecido 7.693 oportunidades de trabalho e demitido 7.361, com saldo de 332 vagas novas de emprego no ano. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password