Julgamento “Barba”: jurados estão na Sala Secreta

O Conselho de Sentença está neste momento na Sala Secreta do Tribunal do Júri de Votuporanga decidindo o futuro do ex-segurança Rogério Ferreira Nascimento, conhecido como “Barba”, acusado de matar brutalmente o comerciante André Luis Molina, na loja de conveniência Portuga, na Praça São Bento.

Os sete jurados estão na Sala Secreta e devem deixar o local nos próximos minutos, quando a sentença será proferida pelo presidente do Tribunal do Júri, o juiz Drº Jorge Canil.

 

O caso

O julgamento de “Barba” atraiu muita gente no plenário do Tribunal do Júri. O espaço está tomado por alunos do curso de Direito da Unifev, familiares, tanto da vítima, quanto do acusado, imprensa e público em geral.

Na manhã, o espaço foi reservado para ouvir o depoimento do acusado que contou detalhes daquela fatídica noite de domingo, em junho de 2012, dentro da loja de conveniência.

Barba” está respondendo pela acusação de ter matado o comerciante com mais de dez golpes de faca, no interior da loja ao lado da Praça São Bento em 2012. O assassinato ficou conhecido como o “crime da conveniência”.

 

Na defesa de Barba, estão os advogados Edmilson Marcos de Oliveira, Gésus Grecco e Douglas Fontes, que têm em seus currículos vasta experiência em júris populares, principalmente de casos de grande repercussão.

Como Barba já confessou durante a fase de investigações que foi o autor das facadas que tiraram a vida de André Luis Lopes Molina, a tese da defesa é de tentar desclassificar as três qualificadores e provar que o réu agiu em legítima defesa, movido por forte emoção, destempero e estresse causados pelo desentendimento com a vítima.

Foto: João Paulo Silva – votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password