Juiz prorroga prisão de presidente da FEF

O juiz Evandro Pelarin, titular da Primeira Vara Criminal de Fernandópolis, prorrogou por mais cinco dias a prisão temporária do presidente afastado da Fundação Educacional de Fernandópolis (FEF), Paulo Sérgio do Nascimento, investigado por supostas fraudes em bolsas educacionais. O prazo da prisão temporária decretada na terçafeira encerrou ontem, mas foi prorrogado.

Nascimento cumpre prisão temporária domiciliar, quando foi detido durante a “Operação Bolsa Fantasma”, que investiga fraudes nos programas “Escola da Família”, do Governo de São Paulo, e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), do Governo Federal.

Pelarin explicou que a prisão domiciliar é prevista em lei. “Porém, ele não pode deixar a casa. A Polícia Militar faz a fiscalização diária”, disse ele.

As buscas foram realizadas na faculdade, na casa de Nascimento e de Neuclair Félix do Nascimento (coordenador do programa Escola da Família) e Sirlene Aparecida de Araujo Costa, que é responsável do FEF. Os policia i s e n c o n t r a r a m R$ 21.750,00 e U$ 284 na casa do presidente da instituição.

De acordo com as investigações, a instituição de ensino seria usada por grupo criminoso que fraudaria programas estudantis de concessão de bolsas de estudo universitárias, usando nomes de alunos para receber recursos indevidos dos programas.

Em um dos casos apurados, o presidente da instituição fez um acordo extrajudicial consigo mesmo para receber indenização de mais de R$ 500 mil da própria instituição. Os recursos do Programa “Escola da Família” também foram usados como parte do pagamento desta indenização.

Outra fraude investigada é o possível uso de nomes de alunos que sequer estudariam na instituição ou que até já se formaram para receber recursos dos programas do Governo de São Paulo e do Governo Federal. No caso do FIES, alunos que realmente estudam na instituição, têm de pagar duas ou três mensalidades antes de serem efetivamente incluídos como beneficiários do programa.

A Justiça de Fernandópolis nomeou Titosi Uehara como administrador judicial da FEF.

Andressa Aoki
andressa.aoki@diariodaregiao.com.br
Luciano Moura
luciano.moura@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password