Jovem votuporanguense investe em seu sonho e grava segundo curta metragem

Claudio Diego, de 19 anos, aproveitou o convite dos professores de seu curso e colocou em prática sua ideia de conflitos e apocalipse zumbi

O jovem votuporanguense com aspiração a diretor e roteirista, além do sonho de ser cineasta, deu vida a mais uma de suas ideias. Claudio Diego Batista Ramos, de 19 anos, já tem em seu currículo um curta, escrito e produzido de maneira independente, que rendeu a ele um novo convite.
Claudio contou a reportagem que a gravação do “A última Luz Pálida do Oeste” ganhou espaço após um convite feito pelos professores do curso de Produção Multimídia, no qual ele está se graduando.

O jovem foi convidado para elaborar o roteiro de um curta, que seria filmado em três dias, como parte das ações da “Weekmídia”, semana onde os alunos do curso de Produção Multimídia da Unifev participam de palestras e atividades referentes ao curso.
Ele, que desde o “Imarreal”, seu primeiro longa, investe no sobrenatural, dessa vez não poderia ser diferente. “O filme se passa em dois tempos diferentes, o passado e o presente. A personagem principal sofre um conflito interno onde a mesma compreende a humanidade de outra forma. Já no futuro, ela enfrenta um apocalipse zumbi”, disse.

Diferente da sua primeira experiência como roteirista e diretor, ele disse que, dessa vez, encontrar parcerias para o desenvolvimento do projeto foi mais fácil. “O “Imarreal” abriu muitas portas. Na vez passada sofremos com equipamento e na escolha dos personagens, dessa vez foi tudo mais encaixado, eu consegui uma equipe maior, com diretor de fotografia, maquiagem, iluminação, assistentes de produção, diretor técnico, consultor criativo, assistentes de elenco e até de trilha sonora. Além disso, a locação também nos foi dada de maneira gratuita. Toda a colaboração da equipe foi ótima e eu agradeço muito pela ajuda”.
O curta foi gravado durante as noites de quarta, quinta e sexta-feira da última semana. Claudio diz que esse foi o grande desafio das filmagens. Quanto à pós produção, ele diz que os interessados ainda ficarão curiosos por algum tempo, visto que, o curta ainda não tem uma data prevista para sua estreia.

Curta
O “A Última Luz Pálida do Oeste” conta a história de Joana, que passou toda a sua vida questionando as ações da humanidade. Vinda de um passado conturbado, a moça sempre afirmou que todos nós nos achamos o centro do universo, em qualquer situação, e que na verdade somos uma pequena agulha inútil em um agulheiro.
Quando Joana se encontra no meio de um apocalipse zumbi, ela tem a prova real de todos os seus conceitos, porém, ao tomar uma atitude drástica, ela percebe que nunca foi tão diferente dos outros. Maíra Petruz/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password