Jovem morre afogado em Prainha Municipal

O que deveria ser apenas uma tarde de lazer para uma família, se tornou uma fatalidade. O auxiliar de serviços gerais Luiz Henrique de Oliveira Barcelos, de 17 anos, morreu afogado na tarde de domingo (18), no rio Tietê, na Prainha Municipal de Araçatuba.

O acidente aconteceu por volta das 14h30 e o Corpo de Bombeiros chegou em. Segundo a polícia, o tio do rapaz ainda tentou salvá-lo, em vão. As Polícias Militar e Científica também estiveram no local.

De acordo com depoimento do tio, o rapaz não havia ingerido bebida alcoólica. Ele permaneceu ao lado do corpo, sob o sol, até as 16h35, quando o carro da funerária chegou.

Este não é o primeiro caso de morte por afogamento na Prainha neste ano. Outros acidentes semelhantes ocorreram; um dos mais recentes aconteceu no dia 28 de julho, envolvendo Allan Patrick Xavier Thomaz, de 19 anos.

QUEIXAS – Comerciantes da Prainha se queixam que a falta de segurança é grande, sobretudo para banhistas, já que não há salva-vidas trabalhando ali. Não existem também placas indicando a profundidade do rio.

Além disso, a manutenção nos 12 quiosques, nos banheiros e em toda a área dada pela Prefeitura, segundo Edna Flausino, 64, não é suficiente. “A Prefeitura arruma, mas as pessoas não cuidam, deixam sujo e estragam. Se tivesse guarda, isso não aconteceria, porque teria um controle”, comenta.

Os banheiros exalam mal-cheiro e tem peças quebradas. A pouca iluminação também é alvo de reclamações de Cícera Rosa, 64. “Tem pouca luz, e na beira do rio está cheio de mato. Não tem prainha aqui, não tem areia quase. Está perigoso”, complementa.

Folha da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password