Jovem acusado de esfaquear namorada se entrega à Polícia

Na tarde de ontem, o jovem Isaias Irgos dos Santos, de 19 anos, acusado de matar a facadas a namorada, Bianca Patrícia dos Santos Sampaio, de 20 anos, na manhã da última segunda-feira, se apresentou espontaneamente, junto a seu advogado, Silvano Pirani, à Delegacia da Mulher.

Em depoimento, Isaias contou que possuía um relacionamento amoroso com a vítima havia nove meses e moravam juntos na casa da família da namorada, havia menos de três meses.

De acordo com o depoimento prestado, o jovem casal brigava muito devido a problemas financeiros, pois Isaias, que trabalhava em uma madeireira, recebia semanalmente e, muito pouco, não dando assim para saldas as dívidas feitas pelo casal, nem para pagar as despesas do cômodo que dividiam na casa dos familiares dela.

Família Dele

De acordo com o padrasto do acusado, Edson Aparecido Moreira, de 45 anos, no domingo, a avó paterna de Isaias veio a falecer e o jovem foi ao enterro sozinho, sem a namorada e, quando voltou para casa, Bianca havia iniciado uma discussão por ele ter se ausentado de casa e ainda, revelou tê-lo traído por dinheiro. Ainda de acordo com o padrasto, em entrevista exclusiva ao Diário de Votuporanga, após esta revelação, Isaias nervoso havia dito à namorada que o relacionamento teria acabado e que iria embora de casa, quando a jovem afirmou que a discussão não terminaria daquela forma e pegou uma faca para agredi-lo. “A discussão se passou no banheiro da residência e, quando Bianca tentou agredi-lo com a faca, Isaias tirou dela. E acabou dando no que deu”, conta.

Edson Aparecido revela que, após o acontecido, o enteado teria ido para a casa dos familiares e dito que teria matado a namorada. Em seguida, a tia do acusado teria ligado para a polícia avisando sobre o ocorrido. “Ele apareceu em casa entre 6h ou 7h de segunda-feira, logo após o ocorrido e, em seguida, ele foi se esconder no mato, assustado pelo o que havia feito”, revela.   O padrasto de Isaias ainda afirma que conversou com o filho e disse que seria melhor que ele se apresentasse à polícia, ao invés de ficar escondido no mato correndo perigo.

Família Dela

Também em entrevista exclusiva a este Diário, a mãe e o padrasto de Bianca, Luciana Perpétua dos Santos e Procópio Borges Tosta, contaram como era o relacionamento do casal, pois os namorados residiam junto com ambos havia pouco mais de dois meses.  Procópio lembra que Bianca era uma filha e enteada amorosa e tranquila dentro de casa e, que quase nunca brigava com o namorado Isaias.

“No domingo, eles haviam tido uma briguinha de criança, mas teriam feito as pazes no mesmo dia. Na segunda-feira, eu e minha esposa fomos para São José do Rio Preto, às 5h, pois eu faço tratamento de saúde lá. Acreditamos que o crime tenha acontecido depois que saímos de casa. Às 8h, Bianca ligou para a mãe dizendo que estava bem, mas que continuavam a discussão do dia anterior”, relembra.  Em seguida, Procópio havia ligado para a enteada preocupado com a discussão do casal e ela teria contado que o namorado a havia ameaçado de sair de casa e terminar o relacionamento.

O padrasto pediu para falar com Isaias ao telefone e pediu para que se acalmasse, que no final da tarde, quando voltassem de São José do Rio Preto, conversariam e resolveriam juntos.  Pouco mais tarde, por volta das 12h30, Procópio teria ligado novamente para Bianca, para saber se a enteada encontrava-se bem, quando uma mulher não identificada atendeu passando-se pela jovem. “Na hora, eu achei que fosse a Bianca e fiquei tranquilo, quando entraram em contato com a gente para falar que ela estava morta em casa.

O celular da Bianca não foi encontrado, não sabemos quem atendeu a ligação”, relata. A mãe da jovem, abalada com o crime, conta que Bianca deixa um filho de cinco anos que, atualmente, reside com o pai em Tanabi. “Agora que a Bianca estava registrada no emprego, ela ia tentar pegar a guarda do filho para ela”, finaliza.

Resultado

Isaias Irgos dos Santos saiu da Delegacia da Mulher, encaminhado diretamente para a Cadeia de Votuporanga, onde aguardará julgamento. Segundo seu advogado, Silvano Pirani, foi expedido um mandado de prisão preventiva pela 4ª Vara, a pedido Juiz de Direito, Maurício Ferreira Fontes.  “Não tenho nem como expressar minha reação, mas é até melhor ele ficar preso do que em liberdade, correndo risco”, finaliza o padrasto de Isaias. (Luciana Tambuque – Diário de Votuporanga)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password