Jogador que fez história no ataque do Flamengo é uma das armas do CAV

Com regularidade de boas atuações, Sávio é o dono do setor ao ter atuado em 20 dos 21 jogos do CAV na Copa Paulista e um dos trunfos do time na decisão, neste domingo, dia 2, em Araraquara.

O nome foi escolhido como homenagem ao atacante flamenguista que fez história nos anos 90, mas, jogando na lateral-direita do Votuporanguense, Sávio tornou-se dono do setor ao ter atuado em 20 dos 21 jogos do CAV na Copa Paulista.

“Foi uma tia que escolheu o nome, morávamos no interior do Rio e muitos da família eram flamenguistas. Ouvi falar dele e cheguei a conhecê-lo pessoalmente em uma escolinha de futebol, mas não acompanhei em detalhes sua carreira”, comentou Sávio.

Com 22 anos, o carioca de Natividade, ao norte do estado, assumiu a posição na direita do CAV e ajudou a equipe a chegar a primeira vez na final da Copinha, contra a Ferroviária. “A minha importância é igual à de todo mundo. Todos têm parcela de contribuição, é um grupo unido e isso nos trouxe até aqui”, falou. Sávio marcou um gol até o momento na competição, na vitória por 3 a 2 sobre o Rio Claro.

Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, e com passagem relâmpago pelo Rio Preto este ano, onde atuou por alguns minutos contra o Grêmio Osasco no Paulista da A-3, Sávio acredita viver o melhor momento da sua curta carreira em Votuporanga.

“Sem dúvidas, como profissional, é um dos melhores momentos que tenho vivido, porque além de ter jogado a maioria dos jogos tenho tido boas atuações e atingi o nível de futebol que queria chegar”, afirmou o lateral. “Além de ser um momento único, em que todo atleta sonha em passar por isso e jogar uma final”, completou.

A característica que o mantém no time, além das qualidades técnicas, é o fato de defender e atacar com a mesma intensidade. “Acho que tenho conseguido manter um equilíbrio, com uma boa marcação e também ter o apoio no ataque. O Guanaes (técnico) deixa a gente muito livre, ele dá liberdade individual, cobra o coletivo, e a gente sabe muito bem o que tem que fazer”, declarou o jogador.

Com o empate em 1 a 1 na partida de ida na Arena Plínio Marin no domingo, 25, o CAV joga por uma vitória simples neste domingo, dia 2, para conquistar o inédito título e garantir vaga na Copa do Brasil ou no Campeonato Brasileiro da Série D em 2019. “A primeira final foi o que esperávamos, com equipes que propõem o jogo e gostam de trabalhar a bola. Para o próximo jogo vamos acertar detalhes ao longo da semana”, afirmou Sávio.

(Colaborou Victor Stok – diarioweb.com.br)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password