Irmãos Cravinhos conseguem progressão e vão para o semiaberto

Os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos vão cumprir o restante da pena em regime semiaberto – onde o detento apenas dorme na prisão. Os dois foram condenados, em 2006, junto com Suzane Von Richthofen pelo assassinato dos pais dela, ocorrido em 2002.

Os dois estão presos desde novembro de 2002. De acordo com o Tribunal de Justiça, o Ministério Público apresentou parecer favorável à progressão.

Rogério Cassimiro/08.nov.2002/Folha Imagem
Os irmãos Cristian (esq.) e Daniel Cravinhos, condenados pela morde de Marísia e Manfred von Richthofen, em São Paulo
Os irmãos Cristian (esq.) e Daniel Cravinhos, condenados pela morte de Marísia e Manfred von Richthofen, em São Paulo

Em sua decisão, a juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da Vara das Execuções Criminais de Taubaté, afirmou que Cristian e Daniel vêm mantendo “bom comportamento carcerário” e que a boa disciplina dos irmãos foi atestada pelo diretor da penitenciária de Tremembé (147 km de SP).

Cristian foi condenado a 38 anos, um mês e 18 dias de reclusão enquanto Daniel, que namorava Suzane na época do crime, foi condenado a 38 anos, 11 meses e 17 dias de prisão.

Ainda segundo a juíza, o tempo de cumprimento das penas é suficiente para conceder o benefício. O Ministério Público também apresentou parecer favorável a progressão do regime fechado para o semiaberto.

Em junho de 2011, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou pedido de progressão para o regime semiaberto formulado pela defesa de Suzane. Com a decisão, ela continua presa em regime fechado em Tremembé.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password