Ipem realiza fiscalização em oito taxímetros do município

Desde junho de 2013, ficou regulamentada a obrigatoriedade dos taxímetros em municípios com mais de 50 mil habitantes

O Ipem (Instituto de Peso e Medidas) de São José do Rio Preto esteve em Votuporanga ontem para aferir os taxímetros do município. Eles vistoriaram oito equipamentos, desses, três eram de novos taxistas para a frota da cidade e outros cinco por verificação comum.

Desde junho de 2013, figou regulamentada a obrigatoriedade dos taxímetros em municípios com mais de 50 mil habitantes, com isso os profissionais tiveram que se adequar à lei de adquirir seu equipamento.

A ação de verificação acontece anualmente. Em Votuporanga, é no mês de junho. O equipamento que estiver dentro das normas exigidas, recebe um lacre de segurança e este tem validade de um ano.

“O profissional que deixar de ligar os taxímetros nas corridas, ou violar o lacre, corre o risco de ser autuado, notificado e perder até o direito de exercer a profissão, além de responder a processo por crime contra a economia popular. Agora, o preço é justo e igual para todos”, explicou.

Uma corrida tem a bandeirada inicial (bandeira1, horário comercial) no valor de R$5,50 e os demais quilômetros rodados nesta mesma bandeira no valor de R$4,50.

O taxímetro é uma forma segura de cobrança, tanto para o taxista como para o passageiro, que está sendo amparado por uma forma justa do pagamento pelo serviço adquirido e os profissionais, também estão satisfeitos, pois, o valor estipulado, levando em consideração os custos e riscos desse profissional, deixando assim a classe amparada. A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password