IPEM fiscaliza tacógrafos na avenida Nasser Marão

Até o momento foram fiscalizados 25 veículos e registrados 10 autos de infração. Fiscalização conta com apoio da Polícia Militar e agentes de trânsito da Prefeitura Municipal.

Quem passou pela avenida Nasser Marão nesta manhã (13), pôde notar a fiscalização que o IPEM (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) estava fazendo em vários tacógrafos instalados em cada veículo. Os veículos fiscalizados foram: de cargas em geral, transportes coletivo de passageiros e transportes escolares. A fiscalização contou com o apoio da Polícia Militar de Votuporanga e da Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança.

Os veículos que passavam pelo local foram submetidos à fiscalização e verificação metrológica. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro e pela Portaria Inmetro 201/2004, esses veículos mencionados precisam ter os tacógrafos instalados e fazer a verificação metrológica junto ao Inmetro.

“A gente verifica se existe algum certificado válido para o veículo e se ele está com o tacógrafo lacrado. No final desse procedimento, gera um certificado com a validade de dois anos”, disse o Especialista em Metrologia e Qualidade, Rodolfo P. Silveira.

Além disso, o IPEM verifica o aspecto físico do tacógrafo: se está em funcionamento perfeito e se está registrando informações no disco. Em caso de irregularidade, se o condutor ou a empresa não fez a verificação, cabe auto de infração no momento de fiscalização. “A empresa ou o condutor do veículo tem 10 dias para apresentar uma defesa e regularizar o tacógrafo junto ao Inmetro, no entanto, ele terá uma penalidade que gera uma multa que varia de R$ 768 à R$ 5 mil reais”, afirma.

Esta fiscalização é diária, ou seja, o IPEM sempre varia o local. Porém, antes de qualquer procedimento, deve-se solicitar a Polícia Militar e a Secretaria de Trânsito da cidade, para apoiar na fiscalização.

“Determinamos se o tacógrafo está funcionando corretamente ou não, dentro do próprio Inmetro. Avaliamos através de uma série de procedimentos e também para que não ocorra fraude nem alteração de característica do tacógrafo”, falou o especialista.

A fiscalização durou até às 12h, porém, até o momento da entrevista com Rodolfo, foram fiscalizados 25 veículos e elaborados 10 autos de infração. “Vale lembrar que o tacófrago é a caixa preta do veículo. É um equipamento que registra a velocidade atingida no percurso, a distância percorrida e o tempo gasto no percurso. Estas são três informações importantíssimas”, conclui Rodolfo Silveira.

Paola Munhoz/Votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password