Investigações sobre homicídio de pai e filha avançam

Investigações realizadas pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) apontam para dois suspeitos como os  autores dos disparos que mataram Cleber Henrique de Jesus, 30 anos, e sua filha Milena Barbosa de Jesus, 13 anos, no último dia 20, no bairro Jardim das Palmeiras I, em Votuporanga.

De acordo com o delegado Márcio Nobuyoshi Nosse, um pedido de prisão preventiva já foi expedido. “Desde o início dos trabalhos, tivemos alguns nomes como suspeitos do crime. Mas depois chegamos a dois com fortes indícios de serem os autores. Inclusive, descobrimos que um deles tinha rixas pessoais com a vítima. Foi expedido um pedido de prisão preventiva, mas o acusado está foragido” disse o delegado.
Nosse também afirmou que as testemunhas já prestaram depoimento. “As pessoas presentes na cena do crime e os familiares das vítimas já foram ouvidos. Alguns apresentaram depoimentos contraditórios e outros que colaboraram com as investigações”.
Questionado sobre os disparos que atingiram Milena, se foram acidentais ou não, o titular da DIG explicou que ainda é impossível precisar. “Ainda não sabemos, tudo indica que o alvo era o Cleber, talvez Milena estivesse no lugar errado, na hora errada. Serão possíveis detalhes com a conclusão do laudo da perícia e também quando tivermos provas suficientes para fazer uma reconstituição, mas, no momento, não é possível precisar sobre as direções dos tiros disparados no momento do crime”, explicou.
Ele também relatou que a falta de informação é o principal empecilho nas investigações.  “A maior dificuldade que encontramos neste tipo de crime é a lei do silêncio. Sem dúvidas, atrapalha muito o nosso trabalho, pois algumas testemunhas temem represálias” concluiu.

O crime
No dia 20 de novembro, por volta das 20h15, Cleber Henrique de Jesus, 30 anos, estava no interior de um bar, localizado na rua Miguel Andreo, junto a sua filha Milena Barbosa de Jesus, 13 anos.
Dois homens, em uma motocicleta preta, pararam em frente ao estabelecimento e o garupa, trajando roupas pretas e touca ninja, desceu com arma em punho e foi em direção a Cleber efetuando uma série de disparos. 
Um dos tiros atingiu a nuca de Cleber, que teve morte instantânea.
A adolescente também foi alvejada no abdômen. Ela chegou a ser socorrida por populares até a Santa Casa de Votuporanga, onde foi submetida a processo cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu, horas depois. Alex Pelicer A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password