Instituto Federal – campus Votuporanga comemora sete anos

Há exatos 7 anos, no dia 21 de setembro de 2010, Votuporanga realizava o sonho de autorizar o funcionamento de um Instituto Federal. A partir daquela data, a cidade passava a contar com uma instituição pública, gratuita e de excelente qualidade, com a oferta de cursos em nível superior, médio e técnico.

Após o ato autorizativo, as primeiras atividades oficiais tiveram início no ano seguinte, em 10 de janeiro de 2011, provisoriamente, na Universidade Aberta do Brasil. No dia 14 de fevereiro, as aulas iniciais aconteciam na Escola Municipal Prof. Faustino Pedroso e, em junho de 2011, com o término das obras, o Instituto Federal transferiu-se, definitivamente, para a Avenida Jerônimo Figueira da Costa, no Pozzobon, local onde hoje está instalado o câmpus.

De acordo com o Diretor Geral, Prof. Dr. Marcos Amorielle Furini, nesses 7 anos, o principal desafio foi a consolidação da missão do Instituto como uma instituição de atuação única e diferenciada na cidade e região, já que oferta ensino médio integrado, cursos técnicos e graduações em nível superior, na área das engenharias, licenciatura e formação tecnológica. Conforme o diretor, “os Institutos Federais possuem uma área de atuação ainda mais ampla que as universidades federais, pois além de gratuitos e de exercitarem, fortemente, a pesquisa e a extensão, oferecem também formação completa em cursos técnicos integrados ao ensino médio e em cursos técnicos subsequentes”.

Sobre as atividades do Instituto Federal nesses 7 anos, Furini destaca: “Há várias vitórias a serem comemoradas, dentre elas, as cerca de 1500 vagas que vêm sendo ocupadas pelos alunos e o Reconhecimento do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas com uma excelente nota”. E continuou: “Contrariando a atual situação econômica e política do país, o câmpus segue crescendo e se destacando em várias áreas. Foram adquiridos livros, equipamentos para laboratórios e firmados vários acordos de cooperação com escolas, prefeituras, empresas e hospitais em diversas cidades da região, dentre elas, Votuporanga, Andradina, Fernandópolis, Rio Preto, Tanabi e Jales. Além disso, neste ano, o câmpus passou a contar com o curso de Engenharia Elétrica”.

Quando perguntamos ao diretor quais os principais desafios para o Instituto Federal – Câmpus Votuporanga, ele esclareceu que é a ampliação da infraestrutura do câmpus e do número de servidores. “Desejamos expandir também a parceria com o setor produtivo de Votuporanga e região para que o câmpus seja um facilitador e desenvolvedor de soluções para o setor da cidade e região. Para isso, a Reitoria criou a Agência de Transferência de Tecnologia e Inovação, que proporcionará condições de articulação de forma prática e efetiva”, esclareceu Furini.

Para o Diretor Adjunto Educacional, Prof. Dr. Rodrigo Cleber da Silva, “Em seus 7 anos, o Instituto Federal – câmpus Votuporanga propôs-se a apresentar para a comunidade um ensino de excelente qualidade, sempre buscando a inserção dos alunos no mercado de trabalho, conforme a missão da instituição: “Consolidar uma práxis educativa que contribua para a inserção social, à formação integradora e à produção do conhecimento”. Ainda conforme o Prof. Rodrigo, “O grande diferencial do Instituto Federal é a integração dos diversos níveis de ensino em um mesmo local, proporcionando uma troca de experiências entre os alunos. No câmpus, são ofertados, anualmente, cursos técnicos noturnos (Eletrotécnica e Mecânica), integrados ao ensino médio (Informática, Edificações e Mecatrônica) e cursos superiores (Engenharia Elétrica, Engenharia Civil, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Física)”.

Ricardo Teixeira Domingues, Diretor Adjunto Administrativo, avalia que o câmpus é considerado grande em relação à diversidade das áreas de atuação e quanto às proporções físicas. Sobre os desafios na área administrativa, afirmou: “Atendemos um número significativo de alunos e, no contexto econômico e político atual, a gestão do câmpus procura manter atenção redobrada quanto à sustentabilidade orçamentária. Temos o desafio de cuidar da manutenção da infraestrutura e de ampliá-la para atender às necessidades acadêmicas e pedagógicas”.

De acordo com o Prof. Domício Moreira da Silva Júnior, que além de professor é coordenador de Pesquisa e Inovação do câmpus, o Instituto Federal se diferencia de uma universidade, pois investe bastante em pesquisas aplicadas, aproximando-se de escolas, empresas e associações de bairro a fim de tentar propor soluções para resolver problemas práticos cotidianos. “O câmpus apresenta vocação diferenciada para a pesquisa, uma vez que possui corpo docente engajado na produção de conhecimento e a gestão se empenha em buscar recursos para fomentar novos projetos”.

Segundo o Prof. Dr. Carlos Eduardo Maia de Oliveira, professor e coordenador de Extensão do câmpus, as atividades extensionistas contemplam as mais variadas áreas do conhecimento, prestando um serviço valioso à população local e regional. “São cursos rápidos na área da Informática, Elétrica, Edificações, de idiomas, Libras, Formação de Professores da Educação Básica, dentre outros, que proporcionam aos estudantes atualização dos conhecimentos e preparação para o mercado de trabalho”. E complementou: “São dezenas de ações de extensão todos os anos que beneficiam centenas de pessoas da comunidade externa e interna, divulgando e consolidando o nome da instituição em Votuporanga e região”.

A servidora Raquel Ferrarezi Gomes, que há 6 anos trabalha no câmpus, também analisou a atuação do Instituto Federal – câmpus Votuporanga: “No início, o IFSP era pouco conhecido e nem as pessoas do próprio bairro entendiam direito a proposta educacional. Hoje, em qualquer lugar da região em que vamos, o Instituto Federal (carinhosamente chamado de IF) é muito conhecido e várias pessoas têm interesse em estudar ou em trabalhar aqui”. E declarou animada: “Eu gosto demais de trabalhar no Instituto Federal. Não imaginava que desempenharia atividades tão diferentes em um mesmo local de trabalho. O clima organizacional é muito bom. Tive a oportunidade de aprender muitas coisas e de fazer vários cursos. Indico para todo mundo, pois aqui é um ótimo local de trabalho e de estudo”.

Raffaello Segregio Storino, aluno do 4º semestre do Curso de Engenharia Civil do Instituto Federal – Câmpus Votuporanga, considera que o Instituto Federal vem cumprindo sua missão, pois oferece excelente ensino, gratuitamente, para pessoas de Votuporanga, da região e do país. “Eu venho de São José do Rio Preto e encontrei no Instituto Federal a instituição de ensino superior que sempre idealizei. Os professores possuem ótima formação e estão sempre dispostos a se dedicar, integralmente, para a formação dos alunos, tanto em aspectos teóricos quanto práticos”. E finalizou: “A infraestrutura é fantástica!”.

Para marcar o mês em que o câmpus Votuporanga comemora aniversário, a equipe gestora está agendando uma palestra com o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação Fernando Haddad, uma das pessoas que concebeu e implementou o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. “Já está quase tudo certo para a vinda do Haddad ao câmpus, momento em que conversará com servidores e alunos. Só estamos aguardando a confirmação do agendamento”, adiantou o Diretor Geral, Prof. Dr. Marcos Furini.

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password