Instituição apresentou três trabalhos no 1º Fórum Somos SUStentáveis da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo

Instituição apresentou três trabalhos no  1º Fórum Somos SUStentáveis da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo.

 

Demonstrar  experiências exitosas da Instituição, como forma de valorizar os trabalhos dos profissionais, ressaltando as boas gestões. A Santa Casa de Votuporanga participou do 1º Fórum Somos SUStentáveis da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp) nesta segunda-feira (12/3), em São Paulo. Aproximadamente 30 colaboradores estiveram no Fórum, agregando ainda mais aos processos diários realizados.
Três experiências exitosas do Hospital foram levadas para este evento nos eixos de SUStentabilidade, Qualificação de Gestão e Qualificação da Assistência e Segurança do Paciente.
No eixo Qualificação da Assistência e Segurança do Paciente, o projeto foi “Acolhimento das gestantes com risco de parto prematuro – pré-internação do bebê” das autoras Lara Galvani Greghi, Camila Scrignoli Bottura e Patrícia Ramos Angeloni. “Todos os dias, ao verificarmos o censo de internação da Maternidade, se identificam gestantes de risco para parto prematuro. A partir daí, a equipe multiprofissional leva a grávida no serviço de Neonatologia, iniciando o acolhimento da mãe já no período pré-internação”, contou a dra Lara. 
Nesta visita, são compartilhadas informações sobre a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal em si e situações pelas quais a gestante possa passar, a fim de desmistificar as crenças relacionadas ao setor e iniciar o estabelecimento do vínculo entre família e equipe.  “A partir da implantação do projeto, observou-se melhor aceitação da internação do bebê na UTI, primeira visita da mãe mais tranquila, entre outros benefícios”, afirmou.
Já no eixo SUStentabilidade, o trabalho foi do setor de Compras. “Compras SUStentáveis consistem na utilização de recursos financeiros da maneira mais eficiente possível, tratando de critérios de especificações técnicas e comerciais, sempre alinhados a um bom relacionamento com os fornecedores por meio de uma conduta ética.  Tivemos resultados significativos, entre eles: melhoria no poder de negociação, redução do preço médio de compra e maior número de interessados em comercializar com a instituição”, contou a gerente administrativa Leila Fabrete, que assina juntamente com Bruno Venâncio de Souza (Controladoria) e Luana Pucci Alvarenga Romano (Compras).
A Santa Casa apresentou também “Gestão à vista aplicada na gestão da assistência em unidades de clínica médica e cirúrgica”. O estudo – dos autores Adriano Flávio Marques (Qualidade), Alessandra  Zanovelli Públio (gerente assistencial),  Fabiana Cristina da Silva Souza  e Fernanda Vasconcelos Savatin (Gerenciamento de leitos) – tem por objetivo promover a atenção integral do paciente garantindo a continuidade do cuidado domiciliar, iniciando no acolhimento adequado, passando por definição de qualidade de projeto singular de tratamento por equipe multidisciplinar até o estabelecimento de uma alta responsável. “Os colaboradores passaram a acompanhar a evolução do plano terapêutico e os resultados dos indicadores, podendo utilizá-los na tomada de decisão e, esta por sua vez mais assertiva, compreendendo a importância do trabalho da equipe multidisciplinar para atingir as metas e superar desafios”, afirmou Adriano.
O provedor do Hospital, Luiz Fernando Góes Liévana, ressaltou a importância da participação da Instituição. “O Fórum tinha como objetivo tornar de conhecimento público a importância e evolução do programa Santas Casas SUStentáveis e os avanços de gestão, bem como os resultados qualitativos que os hospitais participantes alcançaram”, finalizou.
Programação
Na programação, as palestras “Mudança estratégica para constituição de redes de atenção à saúde”, com a Doutora em Medicina Preventiva, Ana Maria Malik; “Humanização” com a Médica do Núcleo de Humanização da Secretaria de Estado da Saúde Eliana Ribas e “A importância dos Indicadores para a medição de resultados e aprimoramento da gestão”, da Diretora executiva do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Marisa Madi.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password