Inscrições Boa Vista: candidatos devem se atentar às documentações exigidas

No primeiro dia de inscrições muitas pessoas não levaram os documentos corretos e outras chegaram ao local muito antes do horário agendado

 

Esta terça-feira (03/12) foi marcada pelo primeiro dia de inscrições para as 330 casas que estão sendo construídas no Residencial Parque Boa Vista, do Programa Minha Casa, Minha Vida em Votuporanga, que vão até a próxima sexta-feira (06/12). Muitas pessoas que estavam agendadas para o período da tarde chegaram ao local ainda pela manhã, o que ocasionou grande aglomeração do lado de fora do CSU. “Além disso, muitas pessoas não estão trazendo a documentação correta que foi informada no dia do agendamento e isso está dificultando os atendimentos. É importante que as pessoas se atentem às documentações exigidas e que estejam com o protocolo entregue no agendamento para comprovar seu dia e horário de inscrição”, alertou a diretora do Departamento de Habitação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Votuporanga, Tatiana Megiani.

 

Passarão pelo ginásio até sexta-feira 8.324 pessoas que fizeram o agendamento entre os dias 21 e 23 de novembro. O programa habitacional é voltado para famílias que possuem renda de até R$ 1.600,00, que morem no município há pelos menos três anos e não possuam imóveis ou financiamento imobiliário. Os critérios são definidos pela Caixa Econômica Federal. Para esclarecer dúvidas das pessoas que foram agendadas para este processo de inscrição o Departamento de Habitação deixa o telefone (17) 3422-4888 para informações.

 

Parque Boa Vista

O Residencial está sendo construído próximo ao entroncamento das rodovias Euclides da Cunha e Péricles Belini. Do total de unidades 3% serão reservados às pessoas idosas e o mesmo percentual para pessoas com deficiência. Todas as casas terão acessibilidade para pessoas com necessidades especiais de locomoção e contarão com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e lavanderia com cobertura em uma área de 42,5 m² de construção. Os lotes têm medida padrão de 180 m².

 

A Prefeitura de Votuporanga doou a área para conjunto habitacional, um investimento de mais de R$ 3,1 milhões, segundo o prefeito Junior Marão. “Somos um dos únicos municípios que investem na compra da área, é uma ação que beneficia diretamente os moradores que serão contemplados, pois em outras cidades os beneficiados têm que pagar parcelas com valores maiores por ser a empreendedora que compra o espaço onde serão construídas as casas”.

 

As moradias serão financiadas pela Caixa Econômica Federal em até 10 anos e as prestações receberão subsídios do Governo Federal, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Todo o processo segue, rigorosamente, as exigências da Caixa Econômica Federal e Ministério das Cidades. “Como este conjunto habitacional é voltado para famílias com renda de zero a três salários mínimos as parcelas ficarão entre 25 e 80 reais por mês, variando de acordo com a comprovação de renda da família”, afirmou Marão.

 

 

A Prefeitura está investindo no maior programa habitacional da história de Votuporanga. Ao todo, até o final de 2016, serão entregues mais 2 mil casas. Entre 2009 e 2012, foram mil famílias beneficiadas.

 

Foto: Juliana Rosa

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password