Infarto fulminante mata Célia Mafra, fundadora da ADVF

Morreu na tarde deste domingo, dia 18, a fundadora e ex-presidente da ADVF (Associação dos Deficientes Visuais de Fernandópolis), Célia Mafra. Ela foi encontrada pela filha desacordada no banheiro, foi socorrida e levada ao Pronto Socorro da Santa Casa.

No hospital ela teve uma parada cardíaca, chegou a ser entubada, mas não resistiu e acabou morrendo. O corpo será velado a partir das 16h30 no Velório Municipal e o enterro está marcado para a manhã desta segunda-feira.

Célia Mafra foi uma das mulheres guerreiras de Fernandópolis e lutou para criação da fundação da Associação dos Deficientes Visuais. Foi membro do Conselho Tutelar de Fernandópolis, em um trabalho desenvolvido com o juiz Evandro Pelarin, na recuperação e proteção de menores infratores.

Em uma das últimas postagens no grupo de Watsapp “Colaboradores da ADVF”, ocorrido na última sexta-feira, Célia Mafra fez um relato sobre a vida, referindo a morte do ator Domingos Montagner e chegou a perguntar: “o que nós somos?”. Eis que a vida imita a arte. Uma novela que retrata exatamente a força e os segredos do Rio São Francisco, que resolve “antecipar” o final de uma história e leva consigo hoje o ator principal, que será encontrado novamente por uma tribo, mas dessa vez de anjos. Assim como na novela, o Velho Chico não “perdoa” quem adentra em suas águas sem conhecê-las. Daí eu me questiono: o que somos nós? Nada. Absolutamente NADA. Que sirva para refletirmos que não vale a pena perder tempo com sentimentos ruins. A vida é um sopro, e, quando menos se espera, até um simples lazer pode tirá-la de você. Que Deus conforte a família e todos os colegas de trabalho do Domingos (sic). Região Noroeste

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password