Inciativa de colaboradores e diretoria da Funfarme resulta em campanha solidária que entrega 380 sopas diariamente a instituições de caridade

Por iniciativa de colaboradores e diretores, a Fundação Faculdade Regional de Medicina de Rio Preto, Funfarme, mantenedora do Hospital de Base (HB), Hospital da Criança e Maternidade (HCM) e demais unidades de saúde, colocará em prática uma campanha solidária que irá entregar diariamente 380 marmitas de sopas a instituições de caridade.

 A ação, que começou no dia 26, ocorrerá de segunda à sexta e, em cada dia da semana, irá beneficiar a uma entidade diferente. O Centro Espírita Francisco Cândido Xavier foi o primeiro a receber 500 marmitas, um pouco a mais do que o normal por ser a primeira vez. A distribuição, feita no Centro, contou com a ajuda de lideranças e diretores do complexo hospitalar, como Dra. Amália Tieco, diretora do HB, Dr. Jorge Fares, diretor da Funfarme e o superintendente financeiro da Fundação, Robson de Pádua. Outras instituições estão fechando parceria com o HB para a ação.

A preparação dos 150 litros de sopa será diária e feita na cozinha do hospital, respeitando todas as normas sanitárias. A partir de segunda, 29 de março, as entidades beneficiadas buscarão a sopa diretamente na Funfarme e irão distribuir para famílias carentes que atendem.

A ideia surgiu do olhar dos colaboradores e a proposta imediatamente apoiada pela diretoria, principalmente por causa do momento tão delicado pelo qual o mundo vive, a pandemia. “Ação partiu dos colaboradores, em conjunto com a diretoria e lideranças, para atender a comunidades carentes que têm passado dificuldades, especialmente neste momento de isolamento. Sabemos que muitas pessoas estão desempregadas e entendemos a alimentação como uma questão de Saúde Pública”, explica Dra. Amália Tieco, diretora do HB.

O superintendente financeiro da Fundação, Robson de Pádua, ressalta que “o acesso à comida de qualidade é uma causa humanitária, inclusive, e evita que o indivíduo desenvolva uma série de problemas pela falta de nutrição. Então, esta é uma maneira de retribuir à sociedade um pouco do tanto que eles têm feito por nós durante o combate ao coronavírus e promover a saúde”.

O diretor executivo da Funfarme, Dr. Jorge afirmou que a atitude é solidária e pode incentivar outras empresas. “Queremos, em primeiro lugar, tentar apaziguar a fome destas pessoas. Tomamos esta atitude porque sabemos que tem várias empresas dispostas a ajudar e servirá de impulso para que elas também promovam ações deste tipo”, conclui o diretor.

Dona Joana Silva foi uma das que comemorou a ação. “A gente fica muito grato. É tranquilizador saber que teremos algo para comer… digo, eu e minha família”, agradeceu.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password