IFSP – Câmpus Votuporanga desenvolve Concurso de Beleza Negra

O câmpus Votuporanga do IFSP oferece 40 vagas gratuitas para o primeiro Concurso de Beleza Negra, que acontecerá durante a programação da Semana da Consciência Negra, no mês de novembro. São 20 vagas para a categoria feminina e 20 vagas para a masculina, destinadas a estudantes autodeclarados negros regularmente matriculados no Ensino Médio das escolas públicas e particulares de Votuporanga.

 

O concurso avaliará os candidatos em três etapas: Desfile de Trajes e Adereços, no dia 19/11, Manifestação Cultural e Arguição Oral, no dia 21/11.

 

Os candidatos inscritos participarão de oficinas que trabalharão temática História e Cultura Afro-Brasileira em atividades de produção de vestimentas, acessórios e penteados, de composições musicais, audiovisuais, literárias e cênicas, além de danças, entre outros.

 

Inscrições entre 19/09 e 11/10

 

Para se inscrever basta comparecer com pai, mãe ou responsável legal na Coordenação de Extensão do câmpus Votuporanga do IFSP, apresentando Atestado de Matrícula da escola onde estuda e documento original com foto, para preenchimento da Ficha de Inscrição e da Autorização de Uso de Imagem e Voz.

 

Mais informações pelo telefone 3426.6998.

 

Sobre o projeto

 

O “Concurso de Beleza Negra” é um dos 19 projetos de extensão em andamento entre setembro e dezembro nos campi do IFSP, dentro do programa institucional “Neabi em Ação”.

 

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do IFSP é fundamentado nas leis 10.639/2003 e 11.645/2008 e tem como objetivo organizar um conjunto de ações de extensão que contribuam com a efetiva promoção e valorização da diversidade étnico-racial, bem como o ensino de História e Cultura Afro-brasileira, Africana e Indígena.

 

O Concurso de Beleza Negra é certame artístico e cultural relativo a valorização da população afrodescendente no imaginário popular, de modo a promover elevação de auto-estima, a educação para as relações étnico-raciais, a luta contra o racismo e o interesse pela História da África, bem como a quebra de paradigmas estéticos relacionados a indústria cosmética e da moda, além dos padrões vigentes na propaganda comercial, por meio de metodologia de participação e avaliação caracterizada pela superação do modelo tradicional de concurso de beleza.

0 Comentários

Deixe um Comentário

um × três =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password