Idosa de 68 anos morre após ser atropelada por moto neste domingo

A dona de casa Helena Pereira Souza, 68 anos, morreu após ser atropelada por uma motocicleta, na noite deste domingo (1), em Araçatuba. O acidente ocorreu por volta das 21h na rua Ugolino Dall`Oca, bairro TV, periferia da cidade.

A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe de resgate, mas não resistiu. Um sobrinho da mulher disse à reportagem do portal Ata News que Helena teria sofrido uma parada cardiorrespiratória.

O atropelamento ocorreu a poucos metros da casa da vítima, que foi atingida pelo veículo na rua, perto da calçada. O corpo da mulher seria encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

O piloto da moto, um balconista de 25 anos, foi detido após o acidente. Levado ao plantão policial, ele seria interrogado e liberado ainda na madrugada desta segunda-feira (2).

O acusado estava conduzindo uma motocicleta CG Titan. A primeira informação é que ele estaria embriagado, mas a Polícia Científica constatou que ele não conduzia a moto sob efeito de álcool.

Conforme o que a polícia apurou, preliminarmente, o condutor da moto teria passado parte do dia em uma festa. A informação não tinha sido confirmada até a publicação desta notícia.

DEFESA

O advogado criminalista Flávio Batistella, que defende o balconista, reiterou em entrevista ao portal Ata News, durante esta madrugada, que o condutor da moto não estava embriagado.

“Exame clínico realizado no plantão policial constatou que o meu cliente não estava dirigindo sob efeito de álcool”, afirmou. O advogado ainda disse que vai entrar com recurso para anular uma multa feita por embriaguez na condução de veículo.

O advogado alega que seu cliente foi agredido após o acidente. “O meu cliente lamenta o ocorrido, entendo que ele também foi uma vítima da circunstância”.

Batistella disse que o balconista teria tido um cartão bancário furtado após o acidente, momento em que foi detido por populares até a chegada da polícia. “Tudo isso será levado ao conhecimento da autoridade responsável pela investigação do caso”.

HOMICÍDIO CULPOSO

O motociclista deverá ser indiciado por homicído culposo (sem intenção de matar). A família da idosa está transtornada. “Vamos acompanhar de perto da apuração do caso para que este crime não fique impune”, disse um sobrinho da vítima.

Helena Pereira morava havia mais de 10 anos no bairro, era viúva e deixou três filhos.

 

aracatubanews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password