Homens realizam exames preventivos aos sábados no AME

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Votuporanga aderiu à campanha “Filho que ama leva o pai ao AME” que está acontecendo em todo o estado.  O projeto de prevenção e promoção de saúde pretende incentivar os filhos dos pacientes a levarem seus pais no médico.

Todo paciente interessado será atendido aos sábados e poderá agendar por telefone, no mês de seu aniversário, os exames e consultas, sem a necessidade de prévio encaminhamento. A campanha é destinada a homens a partir dos 50 anos de idade, e acontecerá por tempo indeterminado.

O apontador de obras, Aparecido Carlos da Silva Bonfim, de 54 anos, passou pela segunda vez no AME na manhã de ontem. “Fiquei sabendo do projeto pela internet e liguei no 0800, foi tão rápido que eles agendaram para a mesma semana”, conta.

No sábado passado, ele fez exame de sangue, e eletrocardiograma. Hoje, ele teve retorno e também realizou o exame de próstata.

“Descobri que estou com o colesterol alto, essa novidade me pegou de surpresa. Agora vou ter que tomar remédio para controlar a doença e o médico me pediu também para fazer o exame de esteira por causa do colesterol.”

Aparecido nunca tinha feito o exame de próstata, e ficou aliviado em saber que estava tudo certo. “Este projeto é muito bom para nós. Pensamos tanto no trabalho que acabamos esquecendo da gente, mas a partir de agora vou prestar mais atenção para a minha saúde.”

O Programa pretende realizar aproximadamente 24 mil check-ups anuais de cardiologia e urologia. O atendimento será realizado em 21 AMEs, e dividido em pelo menos dois sábados. No primeiro, o paciente passa por uma consulta de enfermagem que envolve avaliação do peso, altura e risco cardíaco, além de uma bateria de exames laboratoriais de sangue, por exemplo.

Para o sábado seguinte é agendado o retorno para as consultas com cardiologista e urologista com a avaliação dos resultados dos exames. Caso o paciente apresente alguma anormalidade, será encaminhado para mais exames, acompanhamento e tratamento já dentro da rotina de atividades comuns do AME.

Uma pesquisa feita pelo Centro de Referência em Saúde do Homem, na capital paulista, mostrou que 60% pacientes masculinas que ficam doentes só buscam tratamento quando as doenças já estão em estado avançado, quadro que se explica pela baixa procura por exames preventivos e consultas regulares.

O protocolo de atendimento foi desenvolvido em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia, a Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo) e a Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Isabela Jardinetti/Diário da Região Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password