Homem quebra barreiras de trânsito no centro de Jales

Um homem de 43 anos foi preso na tarde de ontem, terça-feira, 28, em Jales, por dano ao patrimônio público depois de derrubar vários tubos de concreto que impedem o trânsito de veículos no centro da cidade.

Segundo a polícia, ele derrubou as barreiras no chão causando transtorno para os carros que circulavam nas proximidades. As barreiras de concreto foram colocadas nos cruzamentos de algumas ruas do município, o que que vem gerando polêmica entre moradores e comerciantes.

Boa parte dos principais cruzamentos foram bloqueados e, segundo a prefeitura, a medida é para evitar acidentes e melhorar o fluxo de carros pelas vias da área central.

Porém, de acordo com moradores, o fluxo de veículos se tornou ainda mais intenso. As mudanças foram propostas pelo Conselho Municipal de Trânsito, composto por policiais militares, representantes de auto-escolas, advogados, representantes comerciais e de entidades sociais.

Levantamento do Conselho apontou os principais cruzamentos da cidade onde são registrados grande número de acidentes, nesses pontos foram instaladas as barreiras de concreto. A prefeitura ainda afirma que muitas destas mudanças passarão por um período de teste para analisar a eficácia da respectiva alteração. O homem que danificou as barreiras foi preso em flagrante e permanece na cadeia de Jales.

Mudanças

O Conselho Municipal de Trânsito determinou, em reunião no último dia 17 de janeiro, as polêmicas mudanças no trânsito de Jales. A Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Trânsito da Prefeitura garantiu que, desta forma, está visando garantir melhorias no intenso fluxo de veículos da cidade e evitar acidentes.

“Todas as mudanças propostas pelo Conselho Municipal de Trânsito foram analisadas com base no levantamento de dados de registro de acidentes e, in loco, comprovadas através de filmagens realizadas por policiais militares durante vários dias. As ações visam reduzir significativamente o número de ocorrências envolvendo veículos e pedestres nesses locais, que colocam em risco a vida dos usuários das vias”, disse a presidente do Conselho, Amanda de Fátima Couto.

Segundo a assessoria da Prefeitura, as mudanças que estão sendo gradativamente implantadas são numerosas, como a proibição de conversão à esquerda na Avenida João Amadeu com a Rua 15 e em todas as aberturas de ilhas do canteiro central (em frente aos postos de combustíveis Pupim e Ipiranga e o Restaurante Avenida), permanecendo apenas a abertura em frente ao Corpo de Bombeiros, por ser utilizada pelo serviço de urgência e emergência da corporação.

Ainda sobre conversão à esquerda, na Avenida Francisco Jalles, ficará proibido essa manobra no cruzamento com a Rua 10, além da proibição dos veículos oriundos dessa via, cruzarem a avenida. Nos locais onde houver esse tipo de proibição estão sendo instalados obstáculos ligando os canteiros centrais das avenidas nos trechos especificados.

Os veículos oriundos da Rua 3 (lateral da Santa Casa) ficarão proibidos de cruzarem a Avenida João Amadeu. No local os motoristas terão indicação no solo asfáltico para virarem à direita e passar em frente à Santa Casa, retornando no final do canteiro central da avenida.

Ocorrerão também mudanças no sentido de direção de algumas ruas. A Rua dos Bandeirantes passará a ter mão única no sentido centro – bairro (E.E. Dr. Euphly Jalles sentido Fatec Jales). Na Rua Nova Iorque, no trecho entre as avenidas Paulo Marcondes (próximo ao Paredão – Materiais para construção) e Integração, será de mão única no sentido bairro – centro. Foi proposta também pelo Conselho a construção de uma rotatória na Avenida da Integração, no cruzamento com a Rua Nova Iorque.

No Jardim Oiti, especificamente na Rua das Palmeiras será implantado o sistema de estacionamento alternado, no trecho entre a Rua João Amadeu até a Rua Otávio Graziani. Na Avenida Lourival de Souza, entre os bairros Jardim Santo Expedito e Conjunto Habitacional Dr. Pedro Nogueira, serão feitas três lombadas.

Também foi sugerida a extinção do ponto de taxi na Rua Professor Rubião Meira, no Jardim Paraíso e a implantação de uma vaga para essa atividade próxima ao AME – Ambulatório Médico de Especialidades. Na Avenida Francisco Jalles no cruzamento com a Rua 8, foi sugerido o rebaixamento das guias do canteiro central e recuo da faixa de pedestre, permitindo a passagem de pessoas portadoras de necessidades especiais ou cadeirantes e área de segurança para aguardar, na ilha do canteiro central da avenida, a liberação do semáforo.

Na rua defronte ao UPA – Unidade de Pronto Atendimento será proibido estacionar em ambos os lados da via. Os usuários terão um estacionamento próprio, próximo ao prédio da unidade de saúde.

Fonte: Colaborou Julia Caputi

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password