Homem que queimou documentos e roupas da ex-pagará R$ 4 mil

O desembargador Luiz Antonio de Godoy,da 1ª Câmara de Direito Privado, condenou M.A.P. a pagar R$ 4 mil a ex-namorada por ter queimado as roupas e os documentos dela. A ação que foi proposta por I.C.S., é originária de Votuporanga.

O desembargador Luiz Antonio de Godoy,da 1ª Câmara de Direito Privado, condenou M.A.P. a pagar R$ 4 mil a ex-namorada por ter queimado as roupas e os documentos dela. A ação que foi proposta por I.C.S., é originária de Votuporanga, região de Rio Preto.

 

O ex- ingressou com recurso de apelação interposto contra sentença que julgou parcialmente procedente ação de indenização , para o fim de condená-lo ao pagamento de R$ 4.000,00 por danos morais causados à autora.

 

O policial militar, em prova emprestada, afirmou ter visto restos de documentos queimados quando do atendimento da ocorrência, bem como confirmou que houve agressão por parte do réu, ainda que leve, tendo constatado hematomas no braço da autora.

 

Por fim, o próprio réu confirmou ter queimado peças de roupas e documentos de I. no interrogatório policial. “Nota-se, ainda, que em nenhum momento o réu negou a violência física perpetrada em sua contestação, limitando-se a negar superveniência de danos morais e materiais. Portanto, de todo comprovadas as ofensas colacionadas na inicial. E, assim, claramente configurados os danos morais”.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password